Entenda a importância do ferro durante a gravidez

28 de junho, 2021

O corpo da mulher passa por diversas transformações durante a gestação. São constantes mudanças físicas, hormonais e fisiológicas com o único objetivo de ajudar no desenvolvimento do bebê. Contudo, o que pouca gente sabe é que a quantidade de sangue aumenta consideravelmente na gestação, e o ferro é um nutriente essencial para a produção da hemoglobina na gravidez.

“O consumo adequado de ferro ‘heme’ na alimentação, presente nas carnes vermelhas, por exemplo, ajuda a manter os níveis sempre altos”, explica Vivian Berkowitz, nutricionista funcional integrativa.

Sobretudo as mamães veganas ou vegetarianas precisam ficar atentas com a alimentação. “Outra opção, então, seria o consumo de ferro ‘não-heme’, que está presente em vegetais verde-escuros e leguminosas, associado a uma fonte de vitamina C, como as frutas cítricas”, diz.

Acompanhar os níveis do nutriente é importante para evitar a anemia, já que a condição pode afetar órgãos e funções do organismo pela ausência de glóbulos vermelhos para o transporte de oxigênio.

Sintomas da ausência de ferro na gravidez

Os sintomas variam de acordo com a gravidade da doença. No entanto, o diagnóstico é realizado por um exame laboratorial — para a dosagem de ferro no sangue. Em um quadro leve, a gestante pode sentir apenas cansaço e fraqueza. Já em gravidades médias, por outro lado, a indisposição vem acompanhada de falta de ar e de apetite, palidez na pele e nas mucosas, irritabilidade, entre outros.

Além disso, o bebê pode sofrer consequências no desenvolvimento, já que casos graves não tratados aumentam o risco de parto prematuro ou geram a necessidade de transfusão de sangue após o nascimento.

O quadro é mais frequente entre o segundo e o terceiro trimestre da gestação. Entretanto, é possível fazer suplementação, com acompanhamento médico, para estabilizar os índices de ferro e evitar qualquer consequência indesejada.

Leia também: Alimentos com mais ferro que a carne vermelha

Alimentos ricos em ferro

Além de consumir ingredientes ricos no mineral, é importante também garantir que ele seja completamente absorvido pelo corpo. Por isso, concentre-se em fontes variadas (animais e vegetais), e lembre-se de deixar as leguminosas em remolho para o ácido fítico ser eliminado — substância que dificulta a assimilação do ferro.

Vale, também, diminuir a ingestão de cafeína, evitar leite e derivados depois das refeições principais e caprichar nas frutas cítricas. Confira bons alimentos com o mineral:

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.