Estalos no joelho: conheça quais são as principais causas

Saúde
24 de Abril, 2023
Estalos no joelho: conheça quais são as principais causas

Ao realizarmos movimentos que envolvem a articulação do joelho, como agachar, levantar ou subir escadas, é comum escutarmos estalos e crepitações. Esses barulhos podem gerar preocupação, mas será que eles indicam problemas de saúde? O médico ortopedista Dr. Marcos Cortelazo, explica que essa é uma das grandes razões para os pacientes consultarem um ortopedista. Mas, apesar de soarem alarmantes, estalos no joelho, na maioria dos casos, não devem ser motivo de preocupação. 

“Geralmente, os estalos dos joelhos são resultado da entrada de ar no fluido responsável pela lubrificação das articulações, chamado de líquido sinovial, o que cria pequenas bolhas que estouram durante a movimentação, gerando um som de estalo. Mas esse tipo de ruído é inofensivo e não causa dor”, explica ortopedista. No entanto, o especialista ressalta que a crepitação dos joelhos, quando acompanhada de outros sintomas, pode indicar condições mais graves. Confira a seguir.

Veja também: Subir escadas pode lesionar os joelhos? Entenda

Estalos no joelho: principais causas 

Em alguns casos, o barulho pode ser apenas o primeiro sinal de doenças comuns do joelho. Então, caso os estalos sejam frequentes, preste atenção se é acompanhado de outros sintomas como dor no joelho, inchaço, travamento da articulação ou dificuldade de locomoção. Além disso, o médico recomenda tentar recuperar o momento em que você começou a ouvir os estalos no joelho. “Caso o barulho tenha iniciado após um trauma, como impactos e torções, é provável que se trate de uma lesão”, ressalta o Dr Marcos. A seguir, confira quais são as principais condições associadas a estalos nos joelhos:

Condromalácia patelar

A condromalácia patelar, que está entre os problemas mais comuns que afetam os joelhos, é uma das causas dos estalos. Assim, a condição se caracteriza pelo amolecimento da cartilagem da rótula ou patela, osso localizado na frente do joelho. A doença, que afeta mais mulheres, pode ter uma série de fatores, que incluem, além de traumas, sobrepeso, sedentarismo, desalinhamento do joelho e prática excessiva e incorreta de exercícios de alto impacto.

Lesões no menisco

O menisco faz parte de um conjunto de cartilagens que servem como amortecedores para absorver e distribuir o impacto na região do joelho, também são causa comum de estalos constantes. Geralmente, essas lesões surgem após traumas, como torções e movimentos bruscos durante atividades físicas. Idosos também são mais propensos a sofrer com o problema, pois, devido ao desgaste que ocorre com o passar dos anos, essas cartilagens tornam-se mais propensas a rupturas.

Artrose

A crepitação do joelho é um sinal precoce frequente da artrose. “Nos estados iniciais da doença, os estalos podem ocorrer sem dor, que se torna progressivamente pior conforme o quadro avança”, diz o médico, que explica que a artrose é uma doença articular degenerativa que afeta a cartilagem das articulações e causa alterações ósseas, provocando dores, deformidades e dificuldade de mobilidade. Assim, a doença afeta principalmente a terceira idade, mas também pode ocorrer em pessoas mais jovens por trauma e sobrecarga excessiva nas articulações geradas por obesidade ou prática exagerada e incorreta das atividades físicas.

Excesso de peso

Os quilos a mais podem sobrecarregar os joelhos e comprometer as articulações, o que provoca os estalos em atividades simples do dia-a-dia como correr, caminhar ou subir escadas. Além das crepitações, nesse caso, é normal que a pessoa também sinta dor nos joelhos.

Estalos no joelho: quando se preocupar?

Na dúvida sobre a real causa dos estalos, o recomendado é realmente buscar o ortopedista para realizar uma avaliação. Assim, o médico poderá avaliar o histórico do paciente, realizar um exame físico e, se possível, reproduzir o barulho durante a consulta. Caso necessário, exames de imagem também podem ajudar. Dessa forma, com base nos resultados, o especialista poderá verificar a causa do barulho e, com a confirmação do diagnóstico, indicar o tratamento necessário.

O Dr. Marcos ainda ressalta que, além dessas e outras doenças, pacientes que foram submetidos à artroplastia, isto é, a substituição parcial ou total da articulação do joelho por próteses, também podem ter estalos. “Novamente, se não acompanhados por outros sintomas, esses barulhos não são motivo de preocupação e podem ser produzidos até mesmo pelo choque entre os diferentes materiais da prótese durante a movimentação”, acrescenta.

Por fim, vale ressaltar que, apesar dos estalos, por si só, não representarem problemas, não é recomendado estalar as articulações voluntariamente. Esse hábito exige um movimento brusco e um estresse das articulações que pode causar lesões.

Fonte: Dr. Marcos Cortelazo, médico ortopedista especialista em joelho e traumatologia esportiva.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Ozempic e anticoncepcional
Saúde

Ozempic pode cortar o efeito do anticoncepcional? Médica explica

Nas redes sociais, não faltam relatos sobre o efeito do Ozempic no aumento da fertilidade

Chá de erva baleeira
Alimentação Bem-estar Saúde

Chá de erva baleeira emagrece? Veja benefícios e como fazer

A erva é eficaz em tratamentos de reumatismo, gota, dores musculares e até úlceras; saiba mais

mulher sentada na mesa da cozinha com remédios para gripe na sua frente
Saúde

Queda na temperatura exige cuidados com a saúde. Confira

Neste fim de semana, o frio vai estar presente em diversas capitais. Queda na temperatura pede alguns cuidados com a saúde respiratória