Escova desembaraçante pode causar um novo tipo de queda de cabelo

Saúde
15 de Maio, 2023
Escova desembaraçante pode causar um novo tipo de queda de cabelo

Anemia, estresse excessivo e falta de vitaminas e nutrientes são os principais causadores da queda capilar. Contudo, de acordo com um estudo publicado recentemente no periódico Jama Dermatology, além desses fatores, a escova desembaraçante de cabelos também pode ter uma parcela de culpa na perda dos fios. Confira a seguir.

Veja também: Hidratar o cabelo: qual a frequência ideal?

O que diz o estudo

A pesquisa avaliou três mulheres jovens que sofreram perda capilar significativa, após o uso de escovas desembaraçadoras por, no mínimo, três meses. Em cada uma das participantes, foi identificada uma alopécia difusa, ou seja uma queda de cabelo espalhada, com fios danificados e distorcidos. O exame tricoscópico também identificou a presença de fios em “saca-rolhas”. “Chamamos de pelos em saca-rolhas quando o fio é puxado, quebra na base e ele enrola perto do couro cabeludo”, explica a Dra. Lilian Brasileiro, médica dermatologista.

No caso 1, a primeira paciente era uma mulher de 20 anos que apresentava calvície irregular envolvendo todo o couro cabeludo. Ela observou ter usado uma escova de cabelo desembaraçante por cerca de 6 meses. “Os pesquisadores, por meio do exame tricoscópico e de biópsia, revelaram perda de cabelo sem evidência de cicatriz (ou seja, alopecia cicatricial), com 35% dos folículos pilosos com tricomalácia”, diz a médica. “A equipe aconselhou a paciente a parar de usar a escova desembaraçante e ela obedeceu. No entanto, os folículos pilosos distorcidos e cabelos saca-rolhas ainda eram vistos 12 meses depois, mostrando um dano duradouro”, diz a dermatologista.

Já no caso 2, a segunda paciente também era uma mulher na casa dos 20 anos que apresentava perda de cabelo difusa e afinamento que havia começado cerca de 1 ano antes. A tricoscopia mostrou numerosos fios de cabelo quebrados intercalados com vários fios de cabelo saca-rolhas. A biópsia do couro cabeludo do paciente também mostrou alopecia não cicatricial.

Por fim, o caso 3 é de uma mulher com mais de 30 anos que também apresentava calvície difusa; ela relatou que, há mais de um ano, usava uma escova desembaraçadora. Os achados do exame tricoscópico e da biópsia foram semelhantes aos dos pacientes anteriores.

Escova desembaraçante e alopécia: Conclusões do estudo

Ao final do estudo, os pesquisadores identificaram um novo tipo de alopecia que chamaram de tricomalácia difusa adquirida, sugerindo que a tração do uso regular de uma escova de cabelo desembaraçadora pode causar tensões de tração únicas nas hastes e folículos capilares, resultando em transmissão desigual de forças mecânicas através das hastes capilares, distorção do folículo piloso matriz, interferência com a deposição de queratina e tricomalácia.

Além disso, os cientistas também alertaram que os defeitos da haste do cabelo e os achados tricoscópicos persistiram nesses três pacientes em 2 a 12 meses de acompanhamento, apesar da interrupção da escova de cabelo. “Isso sugere que a tricomalácia difusa adquirida só pode se resolver após a passagem de um ciclo capilar completo”, finaliza a médica.

De acordo com a dermatologista, os achados servem de alerta por revelaram o aparecimento de alopecia difusa com tricomalácia adquirida.

Além dos exames de rotina

Se você já notou a queda de cabelo, mas nenhuma alteração foi detectada em exames de rotina (como o de sangue), é hora de aprofundar essa investigação e buscar um médico tricologista. Essa especialidade possui recursos para detectar os problemas que levam à perda de cabelo. Na consulta, o médico provavelmente indicará exames como o tricograma, o trichoscan ou a biópsia do couro cabeludo.

Fonte: Dra. Lilian Brasileiro, médica especialista em Dermatologia, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

 

Proteja seus lábios no frio

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Medir a pressão arterial
Saúde

Medir a pressão arterial: veja novas recomendações

Veja novas recomendações da Sociedade Brasileira de Cardiologia

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma