Dormir após bater a cabeça faz mal? Descubra o que fazer

Saúde
30 de Setembro, 2022
Dormir após bater a cabeça faz mal? Descubra o que fazer

Você já deve ter escutado seus avós, mãe ou pai dizendo que não se pode dormir após bater a cabeça. Mas será que realmente é verdade? Até hoje, o ditado é popular entre os brasileiros e causa espanto, especialmente, nas crianças que machucam o crânio. Esse conselho tem tanta força que algumas pessoas até acreditam que repousar após uma batida possa matar. 

De acordo com a Dra. Cristiane Rocha, neurologista infantil, não há prova científica de que isso seja verdade. Ela conta que traumas simples como esse, em que a criança bate a cabeça, podem causar um hematoma subgaleal (o famoso galo), fazendo com que os pequenos chorem muito. Por isso, o ideal é ser fazer compressas de gelo de 20 a 30 minutos, várias vezes ao longo dia, após o trauma. 

“Aqueles traumas em que a criança cai, perde a consciência, fica sem contato com o responsável ou vomita muito devem ser levados dentro da primeira hora ao pronto-socorro para avaliação do pediatra. É natural que crianças que batam a cabeça, principalmente as pequenas, fiquem sob o estresse de pais ou responsáveis excessivamente preocupados com a situação”, afirma a médica.

Assim, Rocha tranquiliza falando que depois que o impacto inicial passa, a criança relaxa e dorme um pouco. Portanto, não há problema algum, mas não se deve esquecer de aplicar bastante gelo na região afetada.

Leia também: Deformidade no crânio do recém-nascido: quando se preocupar?

Ficar acordado ou dormir após bater a cabeça não influencia o impacto

Segundo a neurologista infantil, não existe diferença na evolução clínica se o trauma aconteceu perto do sono ou não. Ou seja, os cuidados devem ser os mesmos em qualquer período do dia. 

Não é só as crianças que se preocupam com os perigos dos atritos na cabeça. Os idosos, por exemplo, contam com ainda mais fragilidade física e podem fraturar o crânio facilmente, portanto,  o ideal é colocar muito gelo no local para diminuir a dor e o sangramento da região. “Esqueça compressas com faca sobre o local do trauma. Essa é uma ‘simpatia’ antiga sem efeito algum. O responsável vai perder tempo com algo inútil e vai esquecer de colocar o gelo”, alerta Rocha. 

Caso haja sonolência excessiva, perda de consciência, confusão mental ou qualquer outro sintoma após o trauma, é indicado visitar uma unidade de Pronto-Socorro (PS). Por fim, mesmo que não seja perigoso dormir após bater a cabeça, é sempre importante realizar os cuidados rapidamente e buscar ajuda médica caso necessário. 

Riscos de fraturar o crânio 

Mesmo que seja uma lesão simples, bater a cabeça sempre assusta, principalmente em quem tem a saúde debilitada. Um choque muito grave pode causar concussão (desequilíbrio do estado mental), traumatismo craniano variando de leve (sem riscos) para severo (com sangramento), fratura do crânio (afundamento, quebra do osso) e traumatismo cranioencefálico, ou seja, ferimentos no cérebro. 

Todas as fraturas do crânio podem ocorrer com ou sem danos cerebrais. Veja os sintomas comuns em casos nos quais a saúde do cérebro é comprometida:

  • Sonolência e confusão persistentes ou crescentes; 
  • Convulsões; 
  • Vômitos repetidos;
  • Dor de cabeça intensa; 
  • Incapacidade de sentir ou mover um braço ou perna; 
  • Dificuldade de reconhecer as pessoas ou o ambiente; 
  • Perda de equilíbrio; 
  • Dificuldade em falar ou enxergar; 
  • Falta de coordenação.

Os diagnósticos são feitos através da tomografia computadorizada ou ressonância magnética, ambos exames de imagem. No entanto, vale lembrar que algumas fraturas não precisam de tratamento, entretanto, em casos mais sérios, pode ser necessário intervenção cirúrgica. 

Fonte: Dra. Cristiane Rocha – neurologista infantil e professora do curso de Medicina da Faculdade Santa Marcelina.

Referências: Manual MSD

Sobre o autor

Gabriela Ferreira
Jornalista e Repórter da Vitat.

Leia também:

corrida
Bem-estar Movimento Saúde

Como proteger garganta e ouvidos na corrida durante o inverno

É necessário tomar os devidos cuidados para proteger garganta e ouvidos durante a corrida no inverno. Saiba mais!

5 hábitos saudáveis para enxaqueca
Saúde

5 hábitos saudáveis para enxaqueca

A enxaqueca é uma doença crônica que causa um tipo de dor de cabeça latejante

Mortes por AVC
Saúde

Mortes por AVC podem ser associadas às temperaturas extremas

Mais de meio milhão de pessoas tiveram AVC relacionados às temperaturas extremas – muito calor ou muito frio