Dissecção da aorta: o que é, sintomas, riscos à saúde e mais

Saúde
15 de Setembro, 2023
Dissecção da aorta: o que é, sintomas, riscos à saúde e mais

A aorta, maior artéria do corpo humano, desempenha um papel vital no transporte de sangue rico em oxigênio, que vai para o coração e todas as partes do corpo. No entanto, algumas condições podem comprometer sua função e causar problemas sérios de saúde. Um deles é a dissecção da aorta, que você saberá mais neste artigo.

Veja também: Como o cigarro pode afetar a saúde do coração?

O que é a dissecção da aorta?

A dissecção de aorta é um quadro médico grave que surge quando há uma laceração na camada interna da aorta. Como resultado, o sangue pode vazar da camada interna da aorta para a camada média. Isso cria uma “falsa via” ou um canal secundário dentro do vaso.

O processo compromete a perfusão sanguínea adequada dos órgãos localizados abaixo da área de dissecção, o que causar danos nos órgãos e complicações graves.

O que pode acontecer?

O novo trajeto não comporta o fluxo sanguíneo arterial, que possui alta pressão. Dessa forma, o vaso sanguíneo fica mais frágil, tornando o local propenso à formação de uma dilatação conhecida como aneurisma.

Eventualmente, esse aneurisma pode comprometer a circulação de órgãos, ou ainda ocorrer a sua ruptura, condição muito temida e que pode ser fatal se não tratada adequadamente.

Sintomas da dissecção da aorta

A principal manifestação clínica da dissecção de aorta é a dor torácica intensa, que pode irradiar para as costas. Suar em excesso e uma sensação desconfortável e iminente de morte também são frequentes no quadro. Aliás, os sintomas são muito parecidos com os de um infarto.

Como diferenciar a condição de um infarto?

Somente um médico pode dar esse tipo de diagnóstico. A dor no tórax é o ponto de referência para a equipe médica investigar possíveis doenças: infarto, embolia pulmonar e a dissecção da aorta. Diante do cenário, o paciente precisa realizar exames de imagem para descartar suspeitas, mas o que detecta a dissecção é a angiotomografia de aorta.

Portanto, é importantíssimo buscar ajuda especializada quando surgirem os primeiros sintomas.

Fatores de risco para a dissecção da aorta

De acordo com Marcus Vinicius Martins Cury, cirurgião vascular e membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular – Regional São Paulo, o primeiro fator é a hipertensão arterial sistêmica.

O especialista esclarece que a doença é grave e potencialmente fatal. Principalmente se a dissecção ocorrer na porção inicial da aorta, próxima ao coração. Nesse caso, a condição é mais fatal, pois pode levar ao tamponamento cardíaco e à morte súbita.

“Na porção descendente, a dissecção de aorta também pode resultar em complicações graves, incluindo paraplegia, insuficiência renal, isquemia intestinal, aneurisma de aorta, ruptura arterial e óbito”, alerta o médico.

Como prevenir

Segundo Martins Cury, a prevenção envolve o reconhecimento e o tratamento das principais doenças relacionadas a essa condição. Nesse sentido, é preciso observar pacientes com histórico familiar de dissecção e hipertensão arterial.

Nos Estados Unidos, estima-se uma prevalência de três a quatro casos a cada 100 mil habitantes. Por isso, na opinião do cirurgião vascular, é fundamental a conscientização mais eficaz das pessoas em relação aos fatores de risco.

“Informar a população sobre essa doença é crucial, assim como sensibilizar os profissionais de saúde, especialmente os médicos recém-formados, que normalmente constituem a maioria da equipe de prontos-socorros em nosso país”, conclui.

 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

criança com prisão de ventre deitada no sofá com a mão na barriga, sentido dor
Saúde

Prisão de ventre em crianças: sintomas, causas e tratamento

Desconforto abdominal, fezes ressecadas e barriga inchada são alguns dos principais sintomas

casal mais velho apaixonado em um jardim
Saúde

Melhora dos escapes de xixi e mais saúde sexual: benefícios da fisioterapia pélvica na menopausa

A fisioterapia pélvica pode ajudar a aliviar alguns sintomas típicos da menopausa

mãos de mulher colocando leite materno em um recipiente
Gravidez e maternidade Saúde

Como tirar e armazenar o leite materno com segurança?

Seja para estimular a produção, guardar para momentos sem o bebê ou até doar, alguns cuidados são necessários na hora de realizar a extração