Quer diminuir a gordura da barriga? Coma esse macronutriente

5 de agosto, 2022

Muita gente considera a barriga saliente um dos pontos mais difíceis de secar no processo de emagrecimento. Pois, nem sempre  a gordura acumulada na região vai embora com os quilos na balança. Isso porque, além da necessidade de praticar exercícios físicos e da predisposição genética, alguns alimentos promovem processos inflamatórios no organismo, provocando inchaço abdominal e aumentando o risco de doenças crônicas. Mas, o que nem todos sabem é que o consumo de um macronutriente ajuda a diminuir a gordura da barriga: a proteína.

Diminuir a gordura da barriga: proteína x perda de peso

Dietas de baixa ingestão de carboidratos e ricas em proteínas, como a paleo e a low carb, prometem prolongar a sensação de saciedade.

Em geral, as pessoas não conseguem emagrecer porque sentem fome, e estudos mostram que um café da manhã com alto teor proteico, por exemplo pode ajudar a diminuir a vontade de comer ao longo do dia. Basicamente, a proteína estimula a liberação de hormônios que promovem saciedade —fazendo com que você sinta menos fome. 

Proteína e massa muscular

A maioria das pessoas associa as proteínas ao ganho de massa muscular – e a associação está correta. Pois, exercícios baseados na força provocam a quebra de proteína no tecido muscular. E, para os músculos ficarem mais fortes, as proteínas precisam ser reconstruídas.

Alguns especialistas argumentam, inclusive, que não consumir proteína após o exercício pode fazer com que a quebra (de proteína) do músculo seja maior do que a síntese – o que significa que não haverá ganho de massa muscular.

Tipos de proteínas

  • Proteína animal:  alto valor biológico, todos os aminoácidos que o corpo precisa

Exemplo: carne de vaca, carne de frango, peixe, salmão grelhado, queijos, ovos, laticínios.

  • Proteína vegetal: menor valor biológico, alguns aminoácidos faltantes

Exemplo: lentilhas, ervilhas, feijão, arroz, tofu, quinoa e soja.

Diminuir a gordura da barriga: dá para emagrecer apenas algumas partes do corpo?

Infelizmente, não podemos dizer ao nosso corpo de onde exatamente gostaríamos de secar. Seu corpo nasce com lugares pré-concebidos em que deseja armazenar gordura e, da mesma maneira, extrai gordura de onde achar melhor.

Gênero, idade, genética e estilo de vida desempenham um papel no ganho de peso e no acúmulo de áreas teimosas de gordura corporal.

Muitos escolhem os exercícios localizados, que têm a função de criar músculos em determinadas regiões, para reduzir medidas e perder peso. Eles foram desenvolvidos para preencher a área escolhida e torná-la mais firme. Mas, será que fazem mais do que isso?

Para entender por que a ginástica localizada pode não ser eficaz para emagrecer, é importante entender como o corpo queima gordura. A gordura nas células é encontrada na forma de triglicerídeos, que são gorduras armazenadas que o corpo pode usar para obter energia.

Antes que eles possam ser usadas para obter energia, os triglicerídeos devem ser divididos em seções menores chamadas ácidos graxos livres e glicerol, que são capazes de entrar na corrente sanguínea.

Leia também: Como usar a corrida para emagrecer

Durante o exercício, os ácidos graxos livres e o glicerol usados ​​como combustível podem vir de qualquer parte do corpo, não especificamente da área que está sendo exercitada.

Diminuir a gordura da barriga: como usar o exercício localizado a seu favor

Embora a ginástica localizada não seja eficaz na queima de gordura em partes específicas do corpo, ela é perfeita para definir e tonificar a região que está sendo trabalhada.

Ou seja, você não pode escolher onde seu corpo perde gordura. Mas, é possível direcionar onde ele vai ganhar mais músculos. Assim, é importante combinar exercícios de musculação localizada com atividades cardiovasculares e de alta intensidade para diminuir os ponteiros da balança.

Por exemplo, fazer muitos exercícios abdominais resultará em músculos mais fortes do estômago, mas você não verá definição nessa área, a menos que perca o peso necessário corporal em geral.

Exercícios de treinamento com intervalo, que apresentam uma série de movimentos de alta intensidade seguidos por curtos períodos de descanso são os melhores para queimar gordura, tanto durante o treino quanto até 24 horas depois, pois ele eleva seu metabolismo graças ao efeito “pós-queima”. Além disso, é importante garantir que cada movimento envolva o maior número possível de músculos para queimar ainda mais calorias. 

Por fim, atividades para todo o corpo, como burpees, agachamento com sobrecarga e flexões, incluem vários grupos musculares de cada vez, tornando-os perfeitos para eliminar gordura. Tente praticá-los pelo menos três dias por semana.

Descubra se seu peso está saudável Em minutos, você saberá se seu peso atual é saudável, com a ajuda grátis da Vitat.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.