Diferentes tipos de depressão: Conheça

5 de fevereiro, 2020

Todos nós nos sentimos tristes às vezes, porém depressão é diferente. É um distúrbio mental cada vez mais presente, que causa sentimentos persistentes de tristezas e perda de interesse em atividades diárias. No entanto, existem diferentes tipos de depressão

A depressão pode causar sintomas graves que afetam a maneira como o indivíduo se sente, pensa e administra a vida.

Além disso, também pode causar uma variedade de mudanças emocionais e físicas. Como ganho ou perda de peso, insônia e dor crônica. Assim, esse distúrbio varia em gravidade, desde episódios leves de tristeza até depressão grave e persistente.

Leia também: FoMO: O medo de ficar por fora que pode causar depressão

Embora os sintomas sejam graves, existe tratamento. Medicamentos e ajuda psiquiátrica e psicológica são ótimas opções. Existem diferentes tipos de depressão – conheça alguns deles.

Depressão maior

É o tipo mais comum de depressão. O sintoma principal costuma ser extrema tristeza. Como desesperança ou perda de interesse em atividades prazerosas, falta de energia, irritabilidade, dificuldade para se concentrar, sentimentos de culpa e pensamentos de morte ou suicídio. 

Leia também: Narcisismo: O que é e como identificar o transtorno

Em alguns casos pode-se experimentar apenas um episódio de depressão maior. Porém, tende a se repetir ao longo da vida. Os melhores tratamentos são geralmente medicamentos antidepressivos e terapia.

Distimia

Um dos diferentes tipos de depressão é a distimia, que causa mau humor por um longo período de tempo. Os sintomas normalmente incluem tristeza, problemas de concentração, fadiga e alterações nos hábitos.

Esse tipo de depressão geralmente responde melhor à terapia de conversação do que aos medicamentos. Pessoas com distimia também têm risco de episódios de depressão maior ou clínica.

Leia também: Dependência do celular pode causar depressão e solidão

Depressão pós-parto 

A depressão pós-parto é caracterizada por sentimentos de extrema tristeza, ansiedade, solidão, desesperança, pensamentos suicidas e sentimentos de desconexão da criança. Pode ocorrer de semanas a meses após o parto.  Estima-se que 85% das novas mães sentem tristeza após o nascimento do bebê. Entretanto, para 16% das mulheres, essa tristeza é grave o suficiente para ser diagnosticada como um tipo de depressão. 

Transtorno Afetivo Sazonal (SAD)

Você é o tipo de pessoa que prefere hibernar durante o inverno do que enfrentar dias frios? Pode ser que você tenha transtorno afetivo sazonal, que é caracterizado por sintomas de ansiedade, aumento da irritabilidade, fadiga diurna e ganho de peso. Ocorre geralmente em climas de inverno, provavelmente devido à falta de luz solar natural. 

Esse tipo de depressão tende a começar no início do inverno e pode ser tratado com terapia de luz ou tratamento com luz artificial. 

Depressão psicótica

Psicose é um estado mental que consiste em pensamento ou comportamento desorganizado, ilusões ou alucinações. Normalmente, esses sintomas não se associam à depressão. Mas, de acordo com a Aliança Nacional sobre Doenças Mentais, cerca de 20% das pessoas com depressão apresentam episódios tão graves que desenvolvem sintomas psicóticos. 

Pessoas com esse tipo de distúrbio não falam e não deixam a cama, tornando-se catatônicas. O tratamento exige uma combinação de medicamentos antidepressivos e antipsicóticos. 

Transtorno bipolar

O transtorno bipolar – ou transtorno maníaco depressivo – é caracterizado por uma mudança extrema no humor, que alterna entre mania e depressão. 

Os sintomas de mania incluem alta energia, excitação, pensamentos acelerados e mau julgamento. Esse distúrbio afeta cerca de 2 a 3% da população e tem um dos maiores riscos de suicídio. 

O transtorno bipolar possui quatro subtipos básicos: bipolar 1 (caracterizado por pelo menos um episódio maníaco); bipolar 2 (caracterizado por episódios hipomaníacos – mais leves – com a depressão); e desordem ciclotímica. 

O tratamento normalmente é feito com medicamentos chamados estabilizadores de humor. 

Transtorno disfórico pré-menstrual

O transtorno disfórico pré-menstrual – ou PMDD – é um tipo de depressão que afeta as mulheres durante a segunda metade do seu ciclo menstrual.

Pode gerar depressão, ansiedade e alterações de humor. Diferente da tensão pré-menstrual (TPM), que afeta até 85% das mulheres e apresenta sintomas mais leves.

O tratamento para esse tipo de depressão pode incluir uma combinação de medicamentos para depressão, bem como terapias de conversação e nutrição.

Depressão situacional 

Conhecida também como transtorno do ajuste, é desencadeada por um evento estressante ou uma mudança grande, como perda de emprego, morte de um ente querido, ou até uma separação. 

É cerca de três vezes mais comum que a depressão maior e raramente é necessário o uso de medicamentos. No entanto, os sintomas podem incluir tristeza excessiva, preocupação ou nervosismo e, se não desaparecerem, podem se tornar sinais de alerta de depressão maior.

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.