Dieta hiperproteica: O que é e como fazer

Alimentação Bem-estar
28 de Outubro, 2019
Dieta hiperproteica: O que é e como fazer

A dieta hiperproteica faz parte do grupo de dietas low carb de planos alimentares, ou seja, corta do cardápio os carboidratos e ajuda a acelerar o processo de emagrecimento.

“A dieta hiperproteica é um padrão alimentar que contempla proteínas e gorduras. Seu diferencial é o fato de que se torna uma dieta mais palatável por causa do sabor da gordura”, explica Mario Carra, presidente do departamento de obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM). 

Segundo o médico, ainda não existem estudos de longo prazo sobre o uso regular desse plano alimentar. “Assim, não se pode dizer com segurança quais são os efeitos dela, mas, por se tratar de uma dieta rica em proteínas e lipídios, algumas pessoas não devem segui-la, como, por exemplo, quem tem doença renal, problemas cardiovasculares, hipertensão ou colesterol elevado”, alerta.

Vale então consultar um endocrinologista e checar se você pode seguir essa dieta – que pode ser, sim, uma ótima aliada de quem quer eliminar alguns quilos. 

Leia também: Shakes para emagrecer: Cuidados na hora de consumir

Descubra seu peso ideal. É grátis! Saiba se seu peso atual e sua meta de peso são saudáveis com Tecnonutri.
cm Ex. 163 kg Ex. 78,6

Fuja dos carboidratos

Na dieta hiperproteica, os carboidratos são considerados vilões. Por isso, eles ficam de fora da rotina alimentar. 

Isso acontece porque os carboidratos – presentes em alimentos como massas, pães e arroz – são transformados rapidamente em açúcar pelo organismo. 

Por um lado, isso é ótimo, pois significa que o corpo tem combustível disponível para funcionar. O problema é que todo o excesso de energia que não é utilizado acaba sendo armazenado em forma de gordura. 

O resultado? Os ponteiros da balança acabam subindo e você ganha peso. 

Além disso, o consumo exagerado de carboidratos, especialmente os simples (farinhas refinadas e açúcar, por exemplo), pode atrapalhar a sensação de saciedade, fazendo com que você coma mais.   

Leia também: Dicas para diminuir a vontade de comer doces

Invista em proteínas e gorduras

Sem a presença dos carboidratos, o corpo é obrigado a usar outras reservas como fonte de energia. Assim, aquelas gordurinhas extras são, finalmente, eliminadas pelo processo conhecido como cetose.

Por isso, o princípio básico da dieta hiperproteica é priorizar e aumentar o consumo de carnes, leite e derivados e verduras. Isso ajuda ainda a garantir a integridade dos seus músculos. 

Apesar desses benefícios, pode ser arriscado ficar em cetose por períodos muito prolongados. Além disso, esse plano alimentar pode causar deficiência de vitaminas, minerais e fibras. A recomendação, então, é dar um tempo na dieta hiperproteica depois de duas semanas.

Sugestão de cardápio para dieta hiperproteica

Café da manhã

  • Café com leite sem açúcar
  • Ovo com 1 fatia de presunto e 1 fatia de queijo

O leite pode ser substituído por iogurte e você pode usar 2 fatias de outros embutidos para trocar o presunto e o queijo.

Almoço

  • 1 prato fundo de verduras e legumes crus temperados com um pouco de azeite e uma pitada de sal
  • 120 gramas de carne (pode ser peixe, frango, bovina ou suína) grelhada ou assada 

OU

  • 2 ovos cozidos
  • Legumes grelhados sem gordura
  • 30 gramas de castanhas

Jantar

  • Salada de alface, tomate e rúcula
  • 1 prato de macarrão de abobrinha com molho bolonhesa

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

10 benefícios da banana que provavelmente você não conhece (mais receitas)

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

mulher fazendo o exercício peck deck na academia
Bem-estar Movimento

Peck deck (voador): o que é, para que serve e como fazer o exercício

Entenda quais músculos o peck deck aciona, como executar corretamente e quais exercícios podem substituí-lo nos dias mais cheios da academia

perda muscular
Bem-estar Movimento Saúde

Perda muscular compromete a recuperação do paciente  

A sarcopenia, a perda de massa muscular e da força, aumenta o risco de complicações em diversos quadros