Dicas para proteger a saúde no inverno

29 de July, 2022

Na época mais fria do ano, a vontade de ficar debaixo da coberta assistindo um filme geralmente vem acompanhada de alergias, gripes e resfriados que insistem em atrapalhar a rotina e o bem-estar. Apesar de muito comuns, existem alguns cuidados que podem manter os problemas de saúde típicos das baixas temperaturas bem longe e aproveitar só o lado bom do friozinho. Se você sofre com crises de rinite, por exemplo, ou fica doente sempre que o tempo muda, confira dicas para proteger a saúde no inverno com as recomendações dos nossos especialistas. 

Leia mais: Rosácea no frio: veja quais são os cuidados principais para o inverno

Quais são os problemas de saúde mais comuns nessa época do ano?

No inverno, ficamos mais tempo em ambientes fechados e mais aglomerados, por isso há um aumento da transmissão de infecções. Entram nesta lista, de acordo com Elina Kikuchi, médica da Vitat, gripes, resfriados, pneumonia, meningite, otite e a Covid-19. Para piorar, o tempo e a poluição em cidades grandes aumentam as chances de se desenvolver as crises de rinite, asma e sinusite. “Os grupos mais suscetíveis são formados por pessoas que tendem a ficar em locais aglomerados, como as crianças e os idosos institucionalizados, e quem tem doenças respiratórias como asma, rinite, bronquite crônica e enfisema”,  detalha a médica. 

Dicas para proteger a saúde no inverno

Ainda segundo Kikuchi, uma das dicas para proteger a saúde no inverno é evitar lugares aglomerados, com muita gente, como mercados lotados e eventos cheios sem ventilação. Além disso:

  • Manter os cômodos da casa sempre arejados; 
  • Incorporar o hábito de lavar as mãos com álcool em gel várias vezes ao dia; 
  • Alimentar-se de forma saudável, com muitas frutas e verduras e não esquecer de beber água;
  • Evitar ir ao pronto-socorro sem necessidade, pois é um local com alta probabilidade de contaminação;
  • Vacinar-se contra gripe anualmente, contra Covid-19 e, quando indicado, contra pneumonia também; 
  • Evitar o contato próximo com outras pessoas, quando se estiver com tosse, febre ou dor de garganta ou se precisar sair, usar máscara para evitar a transmissão. 

Como e por que manter a atividade física como estratégia de proteção 

A atividade física regular durante os meses mais frios permite manter a saúde e o nosso nível de condicionamento físico em dia. “Fazer exercícios com frequência tem um papel importante no fortalecimento do nosso sistema imunológico, responsável por nos proteger de infecções”,  explica Eduardo Netto, diretor técnico da Bodytech e educador físico

Confira dicas do professor para manter a rotina de exercícios: 

  • Se aqueça de forma adequada. Para ter um bom desempenho nos treinos é essencial dobrar o tempo de aquecimento, pois os músculos levam mais tempo até se acostumarem com o frio.
  • Use roupas quentes. Treinos ao ar livre pedem roupas quentes e com mais camadas. Evite algodão próximo à pele, pois pode ficar muito úmido e frio.
  • Fique de olho na previsão do tempo. Certifique-se de verificar a previsão do tempo e se vestir adequadamente antes de sair de casa. Evite se exercitar na chuva, pois ela aumenta sua vulnerabilidade ao frio.
  • Quanto mais água melhor. A hidratação durante o exercício em temperaturas mais frias é tão ou mais importante do que em temperaturas quentes. Isso porque o ar frio é mais seco que o ar quente. Você deve se hidratar antes, durante e após o treino.

Fonte: Dra. Elina Kikuchi,  médica da Vitat e Eduardo Netto, diretor técnico da Bodytech e educador físico.