Diálise: entenda procedimento feito por Faustão

Saúde
22 de Agosto, 2023
Diálise: entenda procedimento feito por Faustão

O quadro de saúde de Faustão tem despertado o interesse e a preocupação de seus fãs. No último domingo (20/08), o Hospital Israelita Albert Einstein, no qual o apresentador está internado, divulgou um boletim médico informando que ele precisará de um transplante de coração por conta de sua insuficiência cardíaca. Enquanto isso, está realizando diálise e utilizando medicamentos que ajudam no bombeamento do órgão.

A diálise é um procedimento muito relacionado à insuficiência renal (aguda ou crônica). Por que será, então, que Faustão precisa realizar o tratamento? Vamos entender melhor:

O que é a diálise?

Trata-se do termo usado para descrever o processo artificial que remove resíduos (ureia, creatinina e potássio, por exemplo) e líquidos em excesso no sangue.

De acordo com o Manual MSD, existem muitas razões para um paciente necessitar de diálise. Mas a mais comum é a insuficiência renal (aguda ou crônica), isto é, a incapacidade dos rins de filtrar adequadamente os resíduos do sangue.

Leia também: Faustão precisará de transplante cardíaco, diz hospital

Quais são os tipos?

Existem dois tipos do procedimento:

  • Hemodiálise: nela, o sangue é removido do corpo e bombeado por uma máquina para o dialisador (espécie de rim artificial);
  • Diálise peritoneal: é colocado um cateter no abdômen do paciente e o peritônio (membrana que reveste a cavidade e os órgãos abdominais) atua como filtro.

Qual a relação entre diálise e insuficiência cardíaca?

Como já explicado, a insuficiência renal não é a única condição que exige diálise (apesar de ser a mais comum). Na verdade, o tratamento também pode ser realizado a curto prazo para eliminar certos líquidos, medicamentos e até toxinas do corpo.

Outra indicação que pode ocorrer é no caso de insuficiência cardíaca. De acordo com um artigo brasileiro, o excesso de volume circulante (sangue, líquidos e outras substâncias que circulam nos vasos) é uma complicação presente em aproximadamente 80% dos pacientes diagnosticados com a condição.

Isso porque a insuficiência cardíaca, com o tempo, pode culminar em insuficiência renal, fazendo com que a pessoa urine pouco (ou nem urine) e retenha líquidos. Por isso, a diálise entra para preservar a função dos rins e eliminar os líquidos em excesso, ajudando também a melhorar a performance do coração.

Leia também: Entenda o que é insuficiência cardíaca, condição de Faustão

Qual a frequência ideal da diálise?

A resposta varia muito de acordo com o quadro clínico. Pode acontecer uma ou até mais vezes por dia (geralmente em casos de insuficiência renal ou cardíaca) ou então sob demanda, isto é, dependendo da necessidade do organismo.

Referências: Manual MSD, Diálise; e artigo Terapia Dialítica na Insuficiência Cardíaca Congestiva.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

criança com prisão de ventre deitada no sofá com a mão na barriga, sentido dor
Saúde

Prisão de ventre em crianças: sintomas, causas e tratamento

Desconforto abdominal, fezes ressecadas e barriga inchada são alguns dos principais sintomas

casal mais velho apaixonado em um jardim
Saúde

Melhora dos escapes de xixi e mais saúde sexual: benefícios da fisioterapia pélvica na menopausa

A fisioterapia pélvica pode ajudar a aliviar alguns sintomas típicos da menopausa

mãos de mulher colocando leite materno em um recipiente
Gravidez e maternidade Saúde

Como tirar e armazenar o leite materno com segurança?

Seja para estimular a produção, guardar para momentos sem o bebê ou até doar, alguns cuidados são necessários na hora de realizar a extração