Derrame ocular: o que causa o “sangue nos olhos” em algumas pessoas?

Saúde
08 de Novembro, 2022
Derrame ocular: o que causa o “sangue nos olhos” em algumas pessoas?

O derrame ocular ou hemorragia subconjuntival, também conhecido como “sangue nos olhos”, pode causar aflição à primeira vista. Apesar de parecer grave — afinal, algumas manchas podem ocupar boa parte do olho — a condição não costuma apresentar riscos à saúde.

Veja também: Quais são os riscos da hipertensão emocional?

O que é e o que causa o derrame ocular?

O derrame ocular é o rompimento de uma artéria ou vaso sanguíneo de um ou ambos os olhos. Como resultado, o sangue que percorre essas vias acaba vazando para o tecido conjuntivo, causando a mancha avermelhada na área branca do olho.

Isso acontece por diversos motivos. Por exemplo, traumas na cabeça ou nos olhos, uso de alguns medicamentos anticoagulantes e aumento da pressão ocular.

Além disso, alguns esforços do dia a dia, como espirrar ou tossir, fazer força ao pegar um peso ou até mesmo ao evacuar podem favorecer o dano às veias ou artérias oculares.

Por fim, outro fator que pode contribuir para o distúrbio é o estresse: alterações emocionais muito intensas podem aumentar a pressão arterial, assim como a frequência cardíaca, resultando no derrame.

A condição é grave?

Na maioria dos casos, o derrame ocular é inofensivo. Os vasos sanguíneos e artérias que integram os olhos costumam ser mais sensíveis. Dessa forma, qualquer situação que atinja essas estruturas pode prejudicá-las. No entanto, é importante buscar a avaliação de um oftalmologista para identificar a causa do escape sanguíneo.

Se os episódios forem recorrentes — ou seja, se você tem o problema com frequência — não deve negligenciar o fato. Afinal, o derrame ocular pode ser sinal de enfermidades cardíacas, como a hipertensão. Então, se você possui histórico de doenças cardíacas, precisa ter acompanhamento frequente e ficar atento aos sinais como o derrame ocular.

Sintomas do derrame ocular

Além da mancha avermelhada na área branca do olho, a condição pode gerar coceira e leve irritação. Alguns indivíduos ainda têm a sensação de um corpo estranho no olho afetado. Dependendo da via rompida, o sinal vermelho pode ser discreto ou amplo e assumir formas variadas.

Mas, vale reforçar que o quadro não compromete a visão nem causa alterações visuais temporárias. Caso isso aconteça, vá imediatamente ao médico.

Diagnóstico e tratamento

Normalmente, o diagnóstico é clínico. Em outras palavras, o oftalmologista analisa a mancha, extensão e investiga o histórico do paciente. Para ajudar a identificar a causa, é comum realizar um exame simples de pressão ocular, que costuma ser feito antes da consulta.

Já o tratamento não necessita de medicamentos específicos, pois as manchas decorrentes do derrame desaparecem sozinhas após 10 ou 15 dias. Contudo, se houver incômodos, o médico pode prescrever colírios lubrificantes e compressas para aliviar a irritação.

Referências: Cleveland Clinic; British Heart Foundation; e Mayo Clinic.

Sobre o autor

Amanda Preto
Jornalista especializada em saúde, bem-estar, movimento e professora de yoga há 10 anos.

Leia também:

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma

tempo em frente às telas
Alimentação Bem-estar Equilíbrio Saúde

Maior tempo em frente às telas está associado à piora da dieta de adolescentes

Pesquisa brasileira avaliou dados de 1,2 mil adolescentes e constatou que a maioria gasta mais de 2 horas de tempo em frente as telas

corredor abaixado segurando a perna aparentemente com dor
Bem-estar Movimento Saúde

Será que eu estou com canelite? Médico destaca principais sinais

A condição é uma das principais preocupações entre os corredores. Ortopedista explica como identificar os sintomas característicos da canelite