Você está depressivo ou cansado?

25 de setembro, 2019

O cansaço já se tornou figurinha carimbada na vida de muitas pessoas, o que torna cada vez mais difícil diagnosticar se ele está se manifestando em excesso devido à correria da vida moderna ou se há outras doenças em jogo.

Assim, pode ficar complicado dizer, por exemplo, se você está depressivo ou cansado apenas. 

As estatísticas para a depressão são preocupantes. Cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo recebem diagnósticos depressivos, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Pessoas que estão muito cansadas pelo excesso de tarefas e privação de sono podem experimentar sintomas semelhantes à depressão, como:

  • Concentração prejudicada;
  • Perda de energia e motivação;
  • Irritabilidade.

Então, como você pode dizer a diferença? Qual problema veio primeiro? Embora possa ser confuso, existem algumas maneiras de diagnosticar se você está depressivo ou cansado. 

Leia também: Autossabotagem: O que é e como fugir desse inimigo

Depressivo ou cansado: Como ler os sinais do corpo

O primeiro passo ao surgimento de sinais depressivos é procurar ajuda médica especializada de psicólogos e psiquiatras. Tais profissionais serão capazes de analisar os sintomas e dizer se o caso é depressão ou cansaço e fadiga. 

Porém, o corpo dá alguns indícios que também podem ser úteis para ajudar nesse diagnóstico. 

Quando se fala em cansaço, um dos primeiros traços a aparecer é a sonolência diurna. Outros alertas do organismo também incluem:

  • Aumento do apetite;
  • Fadiga;
  • Sentir-se “confuso” ou esquecido;
  • Libido diminuída;
  • Mudança de humor.

Já quem sofre de depressão costuma apresentar:

  • Diminuição da concentração
  • Falta de energia;
  • Sentimentos de desesperança, culpa ou ambos;
  • Pensamentos de suicídio.

Leia também: Dicas simples para manter o cérebro saudável e feliz

Assim, a linha é tênue entre as duas condições, mas investigar a motivação da pessoa também pode ajudar a chegar à raiz do problema. 

Pergunte-se: Você sente vontade de fazer as coisas, mas não têm energia, ou simplesmente não está interessado em realizar nada? 

Pessoas deprimidas são mais propensas a dizer que simplesmente não se importam em realizar atividades, mesmo as prazerosas. Pessoas cansadas ainda têm interesse em fazer as coisas.

Portanto, é mais provável que a depressão tenha um efeito sobre a motivação de alguém – ir à academia ou jantar com amigos, por exemplo – e o cansaço tem mais probabilidade de afetar o nível de energia ou a capacidade física para fazer a coisa em questão.

Também, a depressão é caracterizada por um período de duas ou mais semanas de humor persistentemente baixo ou perda de interesse ou prazer em fazer as coisas. É extremo e não pára depois de alguns dias.

Assim, se alguma preocupação se prolongar por cerca de uma semana e afetar sua qualidade de vida, provavelmente é uma boa ideia procurar ajuda médica. 

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.