Coulrofobia: o medo excessivo de palhaços

Bem-estar Equilíbrio
06 de Junho, 2022
Coulrofobia: o medo excessivo de palhaços

Apesar de ser mais comum entre as crianças, o medo excessivo de palhaços também ocorre com adultos. Inclusive, existe um termo para este tipo de pânico: coulrofobia.

Provavelmente você conhece alguém que tem medo das caras pintadas e do nariz vermelho. Uma pesquisa feita pela empresa Morning Consult em parceria com o site Vox, em 2016, contou com a participação de 1.999 pessoas de 18 a 65 anos. Dessa maneira, os resultados mostraram que 8% afirmaram ter muito medo de palhaços, 14% disseram ter certo medo e 20%, pouco medo.

Leia também: Tocofobia: o medo excessivo de engravidar e do parto

Como surgiu a coulrofobia

Os palhaços são personagens que existem há muitos anos. Dessa forma, eles são artistas que buscam, através da liberdade de expressão, provocar o riso das pessoas.

De acordo com a psicanalista Dra. Andrea Ladislau, historicamente, a fama de que o palhaço pode ter uma personalidade psicopática, fria e que causa medo, tem uma explicação: “remonta de relatos de que alguns criminosos nos Estados Unidos, Serial Killers, utilizavam o disfarce de palhaço para praticar seus crimes.”

Sendo assim, a especialista ressalta que a justificativa psicológica para esse pavor de palhaços está na imprevisibilidade. ”Padrões incomuns de contato visual fazem com que nossos detectores de medo sejam ativados. Portanto, tudo que sugere uma “ameaça” pode confrontar a incerteza inconsciente do ser humano”, diz.

Ou seja, quando uma pessoa que tem coulrofobia vê um palhaço, o sensor de  de autovigilância é ativado e, consequentemente, estimula o aparecimento de sentimentos e sensações desagradáveis.

“As características físicas altamente incomuns do palhaço – a peruca, o nariz vermelho, a maquiagem, a roupa estranha – também contribuem para aumentar a incerteza do que o palhaço pode fazer a seguir”, explica a psicanalista.

Sintomas da coulrofobia

Os sintomas da coulrofobia – assim como outros tipos de fobia – incluem sinais de uma crise de ansiedade ao ver um palhaço. Portanto, veja os mais comuns:

  • Batimentos cardíacos acelerados;
  • Falta de ar;
  • Respiração ofegante;
  • Sudorese;
  • Náuseas;
  • Sensação de boca seca.

Tratamento

A boa notícia é que existe cura para esse tipo de fobia e os sintomas podem  ser controlados. Sendo assim, o tratamento é feito através da psicoterapia, onde o terapeuta poderá ajudar a entender quais os gatilhos são ativados quando esse pavor se instala. 

“Com ferramentas específicas, o terapeuta, auxilia na busca destas respostas. O objetivo é eliminar a sensação de desconforto e fortalecer a autoestima, além de trabalhar os mecanismos de defesa, para que essa pessoa possa assistir um espetáculo circense sem qualquer desconforto evidente”, finaliza Dra. Andrea.

Referência: CNN Brasil

Fonte: Dra. Andrea Ladislau, psicanalista.

Sobre o autor

Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.

Leia também:

Remada baixa
Bem-estar Movimento

Remada baixa: para que serve e como fazer?

Comum em treinamento de força, o exercício fortalece os músculos das costas, como o dorso e trapézio

elevação pélvica
Bem-estar Movimento

Elevação pélvica: como fazer, benefícios e substituições

A elevação de quadril, também chamada de hip thrust ou elevação pélvica, é o ótima para trabalhar glúteos e pernas

chá de canela
Alimentação Bem-estar

Chá de canela: para que serve, benefícios e como preparar

A bebida é uma ótima opção para esquentar o corpo — muitos afirmam, ainda, que ela emagrece. Saiba tudo sobre o chá de canela