Correr com o bebê no carrinho, pode? Dicas e cuidados

2 de dezembro, 2021

Correr com o bebê no carrinho, para algumas pessoas, pode ser fora de cogitação. Contudo, essa prática é muito comum e liberada pelos médicos — principalmente para pais que já praticavam a atividade de corrida antes da gestação. Além disso, pode ser uma boa saída iniciar os cuidados com a saúde e criar um tempo de qualidade em família. 

Mas para isso, é necessário ter os devidos cuidados quanto ao local, ao tempo de duração e até mesmo ao carrinho. “Existem carrinhos que são apropriados para essa prática. Pois as rodas são mais estáveis e normalmente o assento não é reclinável, fazendo com que fique mais fácil para o bebê manter a estabilidade do corpo, do pescoço e da cabeça durante o trajeto. Vale ressaltar que para iniciar essa modalidade, vale a pena começar por percursos mais curtos e de forma bem gradativa”, explica o personal trainer Tauan Gomes.

De acordo com o profissional, o ideal é que os pais corram com os pequenos em áreas apropriadas e sem desníveis. Por exemplo, em pistas de corridas ou em parques com terrenos regulares.

“Os passeios mais próximos de casa são indicados para acostumar a criança de forma gradativa. Os percursos devem ser menores e, de preferência, terminar em locais recreativos, como parquinhos. Repetir o momento de lazer e brincadeiras quando regressar para casa irá facilitar a adaptação da criança e tornar esse momento mais prazeroso”, ressalta Tauan.

Idade ideal para correr com o bebê no carrinho

O personal trainer diz que a liberação médica acontece entre 6 e 8 meses. Entretanto, cada caso deve ser avaliado e liberado primeiro pelo pediatra. Isso porque o bebê deve ter estabilidade no tronco e a musculatura paravertebral desenvolvida para sustentar o corpo e evitar riscos.

Leia também: Corrida para iniciantes: Saiba como começar

Como garantir a segurança dos bebês?

Se você deseja começar a correr com o bebê no carrinho, siga as dicas do personal trainer Tauan Gomes:

  • Não corra por tempo demasiado, atividades maiores que 60 minutos podem ser perigosas, mesmo que o bebe já esteja acostumado. Pois elas aumentam probabilidade de o pequeno cair no sono e perder a estabilidade de corpo e pescoço;
  • Não utilize fones de ouvido ou celulares e certifique-se que seu tênis e o carrinho do bebe são apropriado para a prática;
  • Busque fazer a caminhada em dias de temperaturas mais amenas e observe a todo momento as reações do bebê, como irritação ou desconforto;
  • O carrinho do bebê precisa ser ideal para prática de corrida, evite carrinhos comuns;
  • Leve itens fundamentais de higiene e líquidos para evitar desidratação e desconforto durante o trajeto. Dessa forma, a criança também deve estar descansada, com fraldas limpa e alimentada para que possa se sentir mais à vontade. 

Fonte: Tauan Gomes, personal trainer.

Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Repórter