Copa do mundo: assistir aos jogos pode causar infarto

Saúde
11 de Novembro, 2022
Copa do mundo: assistir aos jogos pode causar infarto

A Copa do Mundo é um momento muito esperado por diversas pessoas. É um evento para se reunir com amigos e familiares para prestigiar a seleção brasileira. No entanto, as partidas costumam trazer emoções extremas, e podem ser perigosas para o coração. De acordo com  um estudo publicado no New England Journal of Medicine há três vezes mais chances de se ter um ataque cardíaco durante o evento.

Em 2006, ano em que a Alemanha foi campeã, pesquisadores da revista americana estabeleceram que iriam comparar o número de emergências cardíacas em hospitais da cidade de Munique durante os jogos. 

O resultado foi impactante: a incidência de casos de emergências cardíacas nos hospitais era quase três vezes maior. Assim, os diagnósticos mais comuns incluíam infarto do miocárdio, angina instável, hipertensão arterial e arritmias cardíacas. 

Leia também: Álbum da Copa pode ajudar a desenvolver habilidades sociais

Fique atento aos sinais durante a Copa do Mundo

Para o Dr. Helio Castello, cardiologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, as pesquisas mostram que é preciso estar atento aos sinais. “Felizmente, nenhum dos estudos feitos aqui e fora do Brasil mostrou aumento de mortes causadas por problemas cardiovasculares durante os jogos. Mas a ansiedade, a adrenalina, e o nervosismo de alguns torcedores mais empolgados podem sim aumentar a chance de infarto – especialmente naqueles que já tem algum histórico de doença cardíaca ou que se encaixam nos grupos de risco”, afirma.

Além disso, o médico afirma que é raro alguém saudável e com os seus exames de rotina ter risco de morrer por conta disso, a não ser que tenha alguma predisposição ou histórico familiar. “São pessoas que têm o problema, mas não tem sintoma, ou tem sintoma e não se dão conta dele” esclarece o cardiologista.

O especialista explica que o infarto pode ocorrer por conta do estresse que libera  substâncias que desencadeiam pressão alta, batimentos cardíacos acelerados e  maior esforço do coração. Dessa maneira, pacientes que previamente apresentam obstruções coronárias, predisposição para arritmias ou hipertensão arterial, teriam disparado o gatilho que causa uma emergência cardiovascular.

Sendo assim, o cardiologista adverte que um dia de jogo não é pretexto para deixar de ter hábitos saudáveis. “Claro que a torcida é grande para a seleção ganhar, mas o resultado, no final, não vai mudar a vida de ninguém. A Copa do Mundo é tempo de confraternizar e se divertir, mas é importante não exagerar no consumo de bebidas alcoólicas, na ingestão de alimentos gordurosos e principalmente para aqueles com problemas de saúde que tomam medicação regular, que não abandonem o tratamento nos dias que Brasil entrar em campo”, conclui o médico.

Fonte: Dr. Helio Castello, cardiologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma

tempo em frente às telas
Alimentação Bem-estar Equilíbrio Saúde

Maior tempo em frente às telas está associado à piora da dieta de adolescentes

Pesquisa brasileira avaliou dados de 1,2 mil adolescentes e constatou que a maioria gasta mais de 2 horas de tempo em frente as telas

corredor abaixado segurando a perna aparentemente com dor
Bem-estar Movimento Saúde

Será que eu estou com canelite? Médico destaca principais sinais

A condição é uma das principais preocupações entre os corredores. Ortopedista explica como identificar os sintomas característicos da canelite