Como saber se o bebê está aquecido durante à noite?

Gravidez e maternidade Saúde
11 de Julho, 2023
Como saber se o bebê está aquecido durante à noite?

Quando chega o frio, é comum que muitas mães coloquem, no berço de seus bebês, uma manta para prevenir que eles passem frio, principalmente à noite. No entanto, segundo o Dr. Paulo Telles, pediatra e neonatologista, a Sociedade Brasileira de Pediatria não recomenda o uso de cobertores, mantas ou qualquer outro objeto dentro do berço. Isso porque eles aumentam o risco de morte súbita, já que o bebê pode mudar de posição no berço, cobrir narinas e dificultar a respiração, sobretudo no primeiro ano de vida. Mas afinal, como saber se o bebê está aquecido, além de protegido?

Leia mais: Como dar banho no bebê nos dias frios

Como saber se o bebê está aquecido?

O Dr. Paulo ensina que a principal medida para manter a temperatura do bebê durante o sono é regular a temperatura do ambiente em que ele dormirá: “O quarto deve estar entre 23 a 25 graus. Isso vai ajudar o bebê a manter sua temperatura durante a noite, que é a maior dificuldade dos bebês pequenos”, explica. Além disso:

Roupa de dormir

Na visão do neonatologista, o ideal é que a roupa de dormir do bebê seja confortável e leve. “Escolha sempre roupas feitas para dormir, ou seja, evite aquelas do dia a dia. Isso porque algumas podem não ser seguras. Assim, escolha pijamas de tamanho adequado ao seu bebê e verifique sempre botões soltos, encaixes, puxadores de zíper e outras peças pequenas que possam trazer riscos. Também lembre de retirar todos os fios do pijama, inclusive na parte interna, pois eles podem ficar enrolados nos braços, dedos das mãos e pés e até no pescoço”, avisa o médico.

Luciana Andrade, empreendedora especialista em roupinhas de bebê, tem sua própria receita – de especialista e de mãe de dois – para acertar nas roupinhas de dormir. “Se o quarto estiver com 24º ou mais, use um pijama de algodão e, se necessário, meias. Se a temperatura for de 22 a 24º, escolha body e calça de algodão, além de um pijama de plush ou pijama de algodão, bem como saco de dormir. Por fim, se for abaixo de 22º, o ideal é body e calça de algodão, pijama de plush, saco de dormir ou pijama de algodão e quarto climatizado”, recomenda.

Dicas na hora de medir a temperatura do bebê

De acordo com os especialistas, a checagem de temperatura do bebê nunca deve ser feita encostando no seu rosto, pés ou mãos. Isso porque as extremidades são sempre mais frias. “A melhor maneira de avaliar a temperatura do bebê é no abdome e tronco. Usar um termômetro de axila é uma boa dica. Perceba que o bebê com roupa adequada vai estar com temperatura entre 36 e 37º. Se a temperatura estiver abaixo de 36 graus, é melhor aquecer o ambiente ou colocar mais roupa no bebê”, avisa.

“Um sinal de que o bebê está agasalhado demais, é suor na nuca”, indica Luciana. Ela reforça que não se tome por referência as extremidades do corpo, pois isso pode gerar um exagero de roupas. “Colocamos a mão nas costas e no peito do bebê, por dentro do pijama: se ele estiver quentinho, está bem; se estiver frio, precisa ser mais agasalhado”, resume.

O pediatra complementa: “Na hora de dormir, deixe o bebê com uma peça de roupa a mais do que o adulto usaria neste mesmo ambiente”.

Não às cobertas, sim ao saco de dormir!

Levando em conta o risco do uso de mantas e cobertas nos berços e do superaquecimento do ambiente , os especialistas recomendam o uso de sacos de dormir, pois deixam os braços livres. “Os sacos de dormir são tão seguros, se não mais seguros, do que outras roupas de cama, para prevenir a síndrome da morte súbita”.

“Existem sacos para dias frescos e outros para dias muito frios. Algumas marcas adicionam a medida “TOG” na descrição dos produtos, que indica o quão quente ele é. Atenção para sempre deixar os bracinhos do bebê livres”, indica Luciana.

O Dr. Paulo complementa que, para serem seguros, os sacos de dormir devem ter tamanho adequado para cada idade. Por fim, outro ponto importante de segurança é a abertura da cabeça. “Se for muito larga, pode permitir que o bebê escorregue para dentro do saco, aumentando o risco de sufocamento”, indica Dr. Telles.

Como saber se o bebê está aquecido: dicas para evitar o superaquecimento

Considerando esta época de inverno, o Dr. Paulo recomenda o uso de aquecedores para evitar hipotermia. “O principal cuidado deve ser com a umidade do ambiente, porque alguns modelos podem ressecar o ar e acabar gerando riscos para as crianças. Por isso, um umidificador, toalhas úmidas e até bacia de água em local seguro podem ajudar. O correto é usar os aquecedores para elevar a temperatura do quarto. Após chegarem entre 23 a 25 graus, devemos desligá-los”, alerta.

Luciana concorda e adiciona: “Se notar o quarto muito frio, você pode ligar um aquecedor ou ar-condicionado quente ANTES de colocar o bebê para dormir. Mas, nunca deixe um aquecedor ligado durante a noite no quarto do bebê a noite toda sem supervisão”.

Por fim, para o pediatra, as melhores opções para aquecer o ambiente são modelos a óleo com termostato. Ele sugere evitar aquecedores com lâmpadas incandescentes à mostra, pois podem causar queimaduras. Modelos elétricos também não são indicados, porque podem derreter os polos de eletricidade e causar curto-circuito. “Verifique a fiação, se o aparelho não está perto de cortinas ou tecidos, que possam gerar fogo, e mantenha uma boa circulação do ar durante o dia”, finaliza.

Fontes:

  • Dr. Paulo Nardy Telles, Pediatra e Neonatologista pela Sociedade Brasileira de Pediatria;
  • Luciana Andrade, empreendedora especialista em roupinhas de bebê.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Medir a pressão arterial
Saúde

Medir a pressão arterial: veja novas recomendações

Veja novas recomendações da Sociedade Brasileira de Cardiologia

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma