Como prevenir assaduras no bebê 

Gravidez e maternidade Saúde
09 de Maio, 2023
Como prevenir assaduras no bebê 

Pele avermelhada e irritada perto das coxas e do bumbum do bebê é sinal das temíveis assaduras, uma das coisas que mais incomodam os pequenos e causa aflição nos pais a cada troca de fraldas. Elas surgem devido ao contato com substâncias irritantes à pele, como fezes e urina, e também podem ser causadas devido ao atrito com a fralda. Além disso, alguns fungos como a cândida também podem obstruir a pele e causar incômodo nas crianças.

Em especial, a pele dos bebês recém nascidos tende a ser mais sensível, e portanto, mais suscetível a assaduras. Contudo, em qualquer idade, esse é um problema que merece atenção, já que pode atrapalhar a qualidade de vida do bebê, interferir no seu sono e causar estresse. Além disso, quando uma assadura não é tratada corretamente, podem surgir descamações ou erupções cutâneas mais severas. A seguir, saiba como evitar irritações na pele do seu filho. 

Como prevenir assaduras 

Troque as fraldas com frequência 

Em primeiro lugar, para prevenir assaduras é importante estar atento à fralda e realizar a troca sempre que o bebê evacuar. De acordo com a Dra. Patrícia Terrivel, os pais podem ter um pouco mais de tolerância ao xixi, já que a fralda tende a absorver o líquido e não deixá-lo em contato direto com a pele da criança. Contudo, para o caso das fezes, as trocas devem acontecer imediatamente. 

Vale lembrar que, em média, um bebê gasta de 8 a 10 fraldas por dia. Por isso, para manter uma pele sempre limpa, o ideal é checar o bebê a cada 3 horas.

Higienize a pele do bebê corretamente 

No momento da higienização, evite friccionar excessivamente a pele da criança, já que isso pode piorar as assaduras ainda mais. Contudo, esse cuidado não impede que a limpeza efetiva seja realizada corretamente com o apoio de um lenço umedecido próprio para crianças ou um algodão molhado com água morna. 

Em caso de fezes volumosas, aposte em banhos rápidos para evitar a fricção da pele do bebê. Lembre-se de realizar a limpeza de cima para baixo, evitando arrastar resquícios de fezes para outras áreas. Antes de colocar uma nova fralda, deixe a pele do bebê respirar e secar naturalmente, com atenção especial as dobrinhas. Áreas úmidas e abafadas são mais propícias ao surgimento de assaduras.  

“Caso a criança esteja com muita assadura, as dicas são: deixar a pele respirar, deixar a criança um pouco sem fralda e trocar mais vezes a fralda”, aconselha a Dra. Patrícia. 

Veja também: Como dar banho no bebê nos dias frios

Invista em uma alimentação saudável

A alimentação do bebê também desempenha um papel importante na presença das assaduras, já que alimentos ácidos e condimentados podem tornar as fezes mais aquosas e mucosas. Por isso, se o bebê estiver sendo amamentado no peito, a mãe deve evitar consumir esses itens. A mesma orientação serve para bebês em fase de introdução alimentar. 

Cheque o tamanho das fraldas 

Fraldas muito pequenas podem apertar o bebê e aumentar ainda mais a fricção nas áreas do bumbum e das coxas. Por outro lado, as fraldas maiores podem propiciar vazamentos. Por isso, verifique se o tamanho das fraldas está adequado para o seu bebê, deixando um espaço entre as pernas para não causar pressão. 

Passo a passo para trocar a fralda do bebê sem causar assaduras: 

Passo 1: Crie uma rotina com o bebê 

Uma das formas mais simples de evitar as assaduras é identificar como é a rotina do bebê. Ou seja, se a criança tiver uma rotina fixa com uma regularidade nos horários de comer, tomar banho e trocar a fralda, ficará mais simples prever os momentos de evacuação. Além disso, crie o hábito de trocar a fralda a cada 3 horas, mesmo que o bebê não apresente irritação. 

Passo 2: prepare o local em que a troca será feita

Antes de trazer o bebê para ser trocado de fato, os pais devem preparar o local em que ele será manuseado. Para isso, recomenda-se separar o trocador no fraldário ou estender uma toalha em uma superfície firme. Depois disso, é hora de separar os materiais que serão usados no processo. A seguir, confira a lista base de itens:

  • 1 fralda limpa (descartável ou de pano);
  • 1 recipiente com água morna;
  • 1 pote com algodão;
  • 1 toalha;
  • 1 saco para o lixo;
  • 1 creme para prevenção de assaduras. 

Passo 3: Higienize as mãos antes de começar 

Para começar a trocar a fralda do bebê, os pais devem lavar corretamente as mãos. Em seguida, deve-se deitar o pequeno no trocador e, então, desabotoar apenas a parte debaixo da roupinha para que ele não venha a passar frio pela perda de calor.

Passo 4: Faça a limpeza do bebê

Depois, os pais devem abrir a fralda e levantar suavemente o bumbum do pequeno, segurando-o pelos tornozelos. Retire o cocô utilizando uma parte limpa da fralda suja, em um movimento único de cima para baixo. Assim, ela será dobrada ao meio por baixo do pequenino, com a parte limpa virada para cima.

Passo 5: Aposte na higiene minuciosa

Com a sujeira mais “grossa” retirada, os pais devem seguir para a higiene mais minuciosa das partes íntimas do filho. Nessa etapa, é preferível que se use algodão embebido em água morna ou lenços umedecidos que não contenham álcool nem perfume em sua fórmula.

Passo 6: Secagem do bebê e finalização

Ao limpar a região corretamente, o próximo passo é secá-la com a toalha que já estará por perto. Em seguida, os pais devem passar o creme preventivo de assaduras e vestir a fralda nova e seca no pequeno. Para isso, orienta-se que ela esteja firme, mas com um dedo de folga para não apertar o bebê.

Como tratar a assadura 

Nos casos em que a pele do bebê já está muito irritada ou apresenta bolhas, o ideal é procurar um médico pediatra para iniciar o tratamento adequado. Ainda que as assaduras sejam um problema comum, dependendo do grau, as lesões podem se tornar graves. Por isso, evite utilizar receitas caseiras ou medicação sem prescrição. 

Conheça nossa campanha de mamãe e bebê!

Fonte: Dra. Patrícia Terrível, pediatra e neonatologista no hospital IGESP.

 

Leia também:

insulina oral
Saúde

Insulina oral: Pesquisadores desenvolvem novo tratamento para diabetes

A nova versão se mostrou mais prática e deve gerar menos efeitos colaterais

Ivete Sangalo pneumonia
Saúde

Ivete Sangalo é internada com pneumonia. Entenda o quadro

A pneumonia é uma infecção respiratória que causa tosse com muco ou pus, febre e dificuldade respiratória

foto de uma caderneta de vacinação com uma seringa
Saúde

Caderneta de vacinação em dia ajuda a evitar surtos de doenças

Especialistas alertam que a vacinação é um pacto de saúde coletivo