Como escolher o pediatra do seu filho: Saiba mais

Gravidez e maternidade Saúde
18 de Fevereiro, 2022
Como escolher o pediatra do seu filho: Saiba mais

Escolher o pediatra do filho não é uma tarefa fácil, principalmente pela importância que esse profissional pode trazer para a saúde da criança. 

Mas ao contrário do que muita gente imagina, o médico não cuida somente de situações de doenças e estados de saúde agudos ou crônicos. O papel do profissional vai muito além disso. Pois ele monitora o desenvolvimento do seu filho, desde os primeiros meses de vida, para que tudo ocorra sem problemas. 

Desse modo, o médico e os pais formam juntos estratégias e ações de prevenção e promoção de saúde, com foco no bem-estar e qualidade de vida da criança. 

Leia também: ministério da Saúde lança Guia Alimentar para crianças

Quando devo procurar um pediatra? 

Juliana Ueta, pediatra do Hospital Santa Catarina, orienta que a escolha do pediatra deve ser feita ainda na gestação. Para a médica, é importante que os pais conheçam o profissional antes do nascimento do bebê e já começam a tirar suas dúvidas. 

O que avaliar ao escolher o pediatra do meu filho? 

A médica Juliana Ueta destaca alguns pontos que devem ser analisados antes de definir qual é o melhor profissional para cuidar da saúde da criança. Dessa forma, veja abaixo:

  • Distância entre o consultório e a sua casa; 
  • Disponibilidade de horários do profissional;
  • Canais de comunicação, em caso de dúvidas;
  • Atraso em consulta;
  • Fornecimento do número de celular ou e-mail para tirar dúvidas rápidas, evitando idas desnecessárias ao Pronto Socorro;
  • Se atende em domicílio, caso isso seja importante para a sua rotina. 

Assim, uma consulta de qualidade é aquela que é feita sem pressa e, no mínimo, com meia hora de duração. Assim, o pediatra consegue fazer um diagnóstico completo. 

Para quem pedir indicação? 

Os pais podem começar pedindo indicações de amigos e familiares. Porém, lembre-se, um ótimo pediatra para sua amiga não necessariamente será ótimo para você. Portanto, faça uma consulta e veja como você se sente em relação a ele.  

A dentista Raquel Azevedo, 34 anos, mãe de duas meninas, não teve uma boa experiência com a primeira pediatra da sua filha mais nova. Ela recebeu indicação de uma amiga, mas a forma de comunicação da profissional foi um dos principais motivos pelos quais ela trocou de médica. 

“ Minha filha teve uma crise alérgica. Então, entrei em contato por aplicativo de mensagem. A pediatra não tinha horário para me atender. Além disso, para a minha surpresa, ela disse que não considerava aquilo urgente e que não iria responder naquele momento”, explica. 

Hoje, com uma nova profissional atuando com as suas filhas, a dentista destaca o quanto é importante ter uma médica próxima da família. “Fico mais tranquila porque a pediatra atende a gente nos momentos que mais precisamos, indicando o que fazer em cada situação, se é necessário dar um remédio para a criança ou se levamos ao médico em caso de urgência”, finaliza. 

Leia também: por que evitar papinhas industrializadas para criança? 

Qual deve ser a periodicidade das consultas? 

O pediatra é a melhor pessoa para definir a periodicidade da consulta para cada paciente. No entanto, Juliana Ueta indica um cenário ideal para as crianças. Assim, veja abaixo:

  • Até os seis meses de vida: todos os meses;
  • Entre seis meses a um ano: meses alternados;
  • Dois anos aos seis anos: trimestrais; 
  • Após seis anos: anuais. 

A primeira consulta do bebê deve ser marcada ainda na primeira semana de vida. Isso porque ela tem mais tempo de duração e é fundamental detalhar questões relacionadas à gestação, parto, rotina da casa e tirar as principais dúvidas com os médicos. 

Como saber se o pediatra continua atualizado?

Sabemos o quanto a medicina está se desenvolvendo ao longo dos últimos anos. Ter um profissional atualizado é muito importante, pois ele sempre trará orientações novas e que podem se adequar a realidade da criança. 

Para descobrir se o pediatra continua atualizado, Pedro Cavalcante enumera algumas dicas. Acompanhe! 

  • Verifique se o currículo do profissional tem atualizações frequentes. Esse processo pode ser feito na plataforma lattes ou em buscas na internet; 
  • Observe se as conversas com o médico estão de acordo com a atualidade; 
  • Procure descobrir se o médico é membro da Sociedade Brasileira de Pediatria, que oferece acesso a diversos estudos e artigos sobre o tema. 

A pesquisa é sempre o melhor caminho para escolher o pediatra do seu filho. Não tome decisões por impulso. Caso contrário, poderá ter problemas no futuro. 

Fontes: Dr. Pedro Cavalcante, pediatra; Dra. Juliana Ueta, Pediatra do Hospital Santa Catarina.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Ivete Sangalo pneumonia
Saúde

Ivete Sangalo é internada com pneumonia. Entenda o quadro

A pneumonia é uma infecção respiratória que causa tosse com muco ou pus, febre e dificuldade respiratória

foto de uma caderneta de vacinação com uma seringa
Saúde

Caderneta de vacinação em dia ajuda a evitar surtos de doenças

Especialistas alertam que a vacinação é um pacto de saúde coletivo

Chá de folha de mamão e dengue
Saúde

Chá de folha de mamão e dengue: é falso que bebida combate a doença

Não existem evidências científicas de que a bebida possui propriedades medicinais no tratamento da doença