Como escolher melancia: Confira dicas simples e práticas

29 de October, 2021

Composta por mais de 90% de água e rica em sais minerais e vitaminas, a melancia é aquele curinga no cardápio que ajuda em um pouco de tudo: nutre, hidrata, desincha e ainda fortalece a imunidade. Mas, para que a fruta realmente ofereça todos esses benefícios à saúde, é importante saber como escolher melancia. 

Assim, para ajudar nessa tarefa, alguns aspectos físicos sinalizam se o alimento está pronto para consumo, verde ou se já passou do ponto. Veja quais são essas características que entregam cada fase a seguir.

Como escolher melancia?

Sinais de que está madura

A primeira dica é observar a coloração da casca: se ela estiver verde e com manchas alaranjadas, a fruta já pode ser consumida. Pois, essa característica indica que a melancia está doce, do jeito que a gente gosta! 

É melhor esperar…

Se a melancia estiver muito pequena, pode ser sinal de que ainda não amadureceu por completo. Assim, caso a casca esteja verde e com manchas amareladas, também vale aguardar mais alguns dias antes de consumir. 

Atenção ao formato

Quem sabe como escolher melancia, tem os exemplares redondos como prioridade. Pois, eles ganham no sabor e no conteúdo, são frutas “encorpadas”. Já melancias com formato alongado tendem a ser mais aguadas. 

Como escolher melancia: de olho no calendário

Além de observar os aspectos físicos, também vale considerar a época do ano para encontrar a melancia perfeita. Tropical, essa fruta tem sua melhor safra entre os meses de novembro e janeiro. Nesse sentido, o clima quente desse período favorece a plantação e a colheita, originando exemplares doces e com a maturação completa.

Aspectos desfavoráveis

As melancias são grandes, mas caso você encontre um exemplar que aparente ser grande demais para os padrões da própria fruta, atenção, isso pode indicar uso excessivo de agrotóxicos na produção. E se a casca apresenta imperfeições ou se estiver mais amarelada, é sinal de que o alimento já passou do ponto. Além disso, cheiro ácido e polpa aerada e com cor opaca são outras características que alertam que a fruta não deve mais ser ingerida.

Por fim, para aproveitar ao máximo, além de saber como escolher melancia vale lembrar que todas as partes do alimento podem ser consumidas – da casca às sementes. Saúde!

Fonte: Edvânia Soares é nutricionista (CRN-3: 18435). Especialista em nutrição clínica, geral e esportiva, atua na Estima Nutrição.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.