Coenzima Q10: substância para o metabolismo e atividade física

15 de março, 2022

Melhora do desempenho esportivo, antioxidante, redução da fadiga, muitos são os benefícios apresentados pela Coenzima Q10 para nosso organismo, mas você já ouviu falar? A nutricionista Alice Paiva da Clínica Slim Santé, sob o comando da biomédica esteta Dra. Gabriela Silveira, revela mais sobre o mais novo aliado do metabolismo.

O que é coenzima Q10?

Segundo a nutricionista, a coenzima Q10 está presente em praticamente todas nossas células (ubiquinona e ubiquinol), e possui como papel principal participar da geração de energia. Por isso, está presente em muitos tecidos de grande demanda energética como: coração, o cérebro, os rins e o fígado, além dos tecidos musculares. 

Outro ponto importante é que essa enzima possui grande potencial antioxidante, protegendo assim, as células de radicais livres. 

Benefícios da coenzima Q10

Os seus benefícios são inúmeros. Dessa forma, veja os principais:

  • Melhora do desempenho esportivo;
  • Aumento na quantidade de energia disponível para os músculos;
  • Redução de fadiga;
  • Reduz sintomas e sinais de fibromialgia, como dor, ansiedade e depressão.

“Outra parte importante que essa substância atua é na imunidade, auxiliando e restaurando os níveis de vitamina C e E, e para concluir, aumenta significativamente a capacidade antioxidante, reduz os níveis de marcadores inflamatórios em pacientes que estão com a saúde mais debilitada”, relata Alice.

Leia também: Enzimas “seca barriga”: Saiba como elas atuam na perda de peso

Afinal, como devemos consumir?

Apesar de estar presente em nosso organismo, esta coenzima pode ser encontrada em suplementos específicos de ubiquinona e ubiquinol. Assim, alguns estudos indicam que a maioria dos efeitos benéficos são obtidos com a ingestão diária de 100mg de Coenzima Q10 e não há contraindicações em sua utilização. Mas você sempre deve estar consultado o profissional antes da ingestão.

“A suplementação de CoQ10 possui fatores que podem potencializar seus efeitos. A presença da vitamina E e do ômega-3 podem duplicar a sua biodisponibilidade. Uma vez que sua absorção se dá em meio lipofílico, ou seja, rico em gordura, tais associações promovem maior ação da cq10”, conclui a nutricionista.

Qual a importância dessa suplementação após Covid?

Sua suplementação em indivíduos que contraíram Covid demonstra melhora nos efeitos colaterais da contração do vírus, uma vez que, os principais relatos dos efeitos colaterais da doença estão na queda de imunidade, falta de energia, fadiga física e mental. Deste modo a CoenzimaQ10 age diretamente no metabolismo de produção de energia, atua na melhora de quadros inflamatórios, diminui sensações de fadiga, cansaço e mal-estar, além de promover melhora da imunidade.

Fonte: Dra. Gabriela Silveira, biomédica esteta, pioneira na aplicação da técnica de Microtox no Brasil, doutoranda em Ciências Biomédicas pela IESLA (em Rosário, Argentina), pós-graduada em Biomedicina Estética pelo instituto IBECO, pós-graduada em Biortomolecular pelo ISEEC, MBA em Cosmetologia aplicada à Estética.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.