Chocolate alivia a ansiedade? Saiba se é verdade

Sem dúvidas, o chocolate é um dos alimentos mais saborosos e apreciados pelas pessoas ao redor do mundo. E a não ser que haja alguma intolerância alimentar ou promessa envolvida, é bem difícil ficar longe. Além disso, é comum comer esse doce para desestressar, principalmente durante a TPM. Mas uma das grandes dúvidas entre os consumidores é se o chocolate alivia a ansiedade.

Sim, o chocolate realmente acalma. Isso porque o alimento possui substâncias que favorecem a produção de serotonina, hormônio do bem-estar. Ou seja, quando comemos chocolate, automaticamente o nosso cérebro produz a sensação de relaxamento e melhora do humor.

No entanto, é importante lembrar que grande parte dos chocolates possuem quantidades de açúcares e gorduras vegetais hidrogenadas. Por isso, para ter os benefícios do alimento, o ideal é consumir chocolate com 70% ou mais de cacau.

Leia também: Chocolate na TPM. Pode? Entenda de vez

Chocolate alivia ansiedade: a ciência explica

Para entender a relação do consumo de chocolate e o alívio dos níveis de ansiedade, professores dos departamentos de Saúde (DSA) e de Ciência dos Alimentos (DCA) da Universidade Federal de Lavras (UFLA) realizaram uma pesquisa. 

Para o estudo, os cientistas contaram com 85 consumidores de chocolate, que participaram de diversos testes. Além disso, durante a pesquisa os participantes consumiram dois tipos de chocolates: um com 34% de cacau (chocolate ao leite) e o outro com 70%.

Dessa maneira, os participantes responderam um questionário descrevendo sobre como estavam as emoções naquele momento. Em seguida, consumiram os chocolates.

Assim, os pesquisadores chegaram à conclusão de que, independente dos teores de cacau dos chocolates consumidos, os níveis de ansiedade foram reduzidos significativamente. 

Ademais, a análise também mostrou que os participantes preferiram o chocolate com 34% de cacau.

Chocolate alivia ansiedade: benefícios do alimento

Saciedade

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Chung Hsing, em Taiwan, mostrou que ácidos fenólicos presentes no cacau podem aumentar a produção de leptina. Leptina é o hormônio que aumenta a nossa sensação de saciedade. Lembre-se: quanto mais saciado, menores as chances de exagerar na comida.

Chocolate amargo é fonte de ferro

Os benefícios do chocolate amargo parecem infinitos. Além de promover uma pele e dentes mais saudáveis ​​e reduzir a ansiedade, ele é uma maneira doce de aumentar a ingestão de ferro. Trinta gramas de chocolate amargo contém 2 a 3 mg de ferro, mais ferro do que na mesma quantidade de carne.

Chocolate alivia ansiedade e melhora o raciocínio

A cafeína presente no chocolate pode estimular a atenção, a memória e a concentração. A Universidade de Northumbria, Reino Unido, comparou dois grupos durante a aplicação de uma prova. Resultado: quem consumia 500 mg de flavonoides – substâncias encontradas em abundância no chocolate amargo – teve o maior número de acertos

Controla o colesterol

Os antioxidantes do cacau reduzem a inflamação e o acúmulo de gordura nos vasos. Assim, podendo auxiliar na diminuição do colesterol ruim.

Previne o envelhecimento

O chocolate amargo ajuda a neutralizar os radicais livres do organismo. Quando muito elevados, esses radicais podem provocar danos celulares relacionados ao envelhecimento. Aliás, é por isso que o doce também é utilizado em alguns cosméticos, como antirrugas, por exemplo.

Referência: Universidade Federal de Lavras

Sobre o autor

Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.