Chia para emagrecer: dicas de como usar a semente

Alimentação Bem-estar
06 de Fevereiro, 2024
Chia para emagrecer: dicas de como usar a semente

Você provavelmente já ouviu falar que chia emagrece. As sementinhas estão em todo lugar: do Instagram ao plano alimentar de quem pretende eliminar os quilinhos extras. Motivos não faltam: o superalimento é rico em proteína e ácidos graxos, como o ômega-3, além de vários outros benefícios. Mas será que a chia também pode ajudar quem quer emagrecer?

Leia mais: Chia: Benefícios da semente, receitas e como ajuda a emagrecer

Como usar a chia para emagrecer

Uma coisa que torna as sementes de chia únicas é que elas absorvem água rapidamente: o valor é de até 10 vezes o seu peso, criando uma textura semelhante a um gel. Assim, graças à essa capacidade, ao entrarem no estômago, também ativam a mesma reação nas fibras, que são responsáveis por reduzirem a sensação de fome. Dessa forma, diminui a necessidade de comer mais, um fator essencial para a perda de peso. 

Uma pesquisa publicada no European Journal of Clinical Nutrition reuniu 11 pessoas, que consumiram a semente de chia por 12 semanas. Após as refeições, notou-se que a glicose era liberada mais lentamente no organismo, sem picos de insulina. Esse processo evita que a gordura se acumule no corpo. Além disso, outra percepção de usar a chia para emagrecer foi a diminuição do apetite, comparado com um grupo que não ingeriu o alimento. 

A proteína, um de seus componentes, também é uma grande aliada do emagrecimento. Em um estudo publicado no periódico americano Nutrition Metabolism, voluntários que aumentaram a ingestão de proteína para 30% de sua dieta comeram quase 450 calorias a menos por dia e perderam cerca de cinco quilos durante o estudo de 12 semanas – sem empregar qualquer outra medidas dietéticas.

Porém, não existe fórmula mágica: a perda de peso tem a ver com atenção à sua rotina geral de alimentação saudável e exercícios – não sobre comer mais (ou menos) de um determinado alimento. 

Leia também: Os temperos e ervas mais saudáveis para incluir na dieta

Outros benefícios da chia que ajudam a emagrecer

Controle da glicose

Uma dieta que contém sementes de chia ou óleo das sementes melhora sua resposta à glicose e insulina. Isso porque o ingrediente ajuda a equilibrar o açúcar no sangue porque seu alto teor de fibras retarda a absorção de açúcar.

Digestão mais suave

Sim, graças às fibras. As sementes de chia são uma fonte abundante de fibra, atingindo 10g em 2 colheres de sopa. É quase metade da recomendação diária para a maioria das mulheres. Além disso, a fibra da chia é principalmente a solúvel, o que ajuda você a se sentir satisfeito e retarda a digestão.

Regula o colesterol

Fonte das gorduras do bem ômegas 3 e 6, que ajudam a reduzir os níveis de LDL, considerado o colesterol “ruim” e elevam as taxas de HDL, o colesterol “bom”.  Portanto, as fibras da chia também têm ação de reduzir a gordura no sangue, consequentemente equilibrando as taxas de colesterol.  

Afinal, como consumir a chia para emagrecer?

Agora que você já descobriu os benefícios da semente de chia, que tal incrementar sua alimentação com esse alimento? Veja dicas!

Substituta dos ovos em receitas

O gel da chia faz as vezes do ovo, que é ingrediente essencial em receitas para dar liga. Assim, você pode misturar uma colher de sopa de farinha de chia com 60 ml de água para formar o gel. Essa quantidade equivale a um ovo.

Com iogurtes e misturas estilo overnight

Ideal para ser consumida no café da manhã. Para isso, prepare essa refeição na noite anterior. Primeiramente, misture duas colheres de chia com seu iogurte favorito, além de duas colheres de aveia. Deixe na geladeira durante a noite e consuma logo cedo, com suas frutas favoritas.

Semente de chia com água de coco e sucos

Deixe duas colheres de sopa de chia imersas no seu suco ou água de coco por uns 30 minutos. Outras formas de consumir a semente:

  • Em mingaus e bolos;
  • Em vitaminas;
  • Por fim, sobre pratos quentes, como finalização.

Apesar dos benefícios da semente de chia, consumo deve ser moderado

Embora a chia seja um “superalimento”, seu consumo não é ilimitado. Na verdade, ela é bastante calórica: em 25 gramas do alimento fornecem 136 kcal. Por isso, os especialistas recomendam uma porção diária, cerca de duas colheres de sopa de chia, divididas em diferentes refeições. Isto é, de 25 a 30g por dia. Além disso, pessoas que são sensíveis à mostarda, sementes de gergelim, orégano ou tomilho também podem ser alérgicos a chia.

Aqueles que tomam anticoagulantes, outros medicamentos para problemas cardíacos ou diabetes devem consultar seus médicos antes de consumir as sementes de chia. É importante ressaltar que a chia possui propriedades que reduzem a pressão arterial. Por isso, o consumo deve ser moderado para pessoas com pressão baixa. Sabe-se também que ocorreram complicações em quem tinha problemas de deglutição, uma vez que a semente absorve grandes quantidades de líquidos e pode expandir o esôfago quando consumida com água.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

escolher travesseiro
Bem-estar Saúde Sono

Saiba o que é importante na hora de escolher o melhor travesseiro

Aprenda a escolher o melhor produto para dormir melhor

prato conhecido como costelinha de milho, geralmente feito na air fryer
Alimentação Bem-estar Receitas

“Costelinha” de milho na air fryer fica uma delícia!

Apesar do nome "costelinha", o preparo é vegano -- o milho é o principal ingrediente, e fica pronto em poucos minutos na air fryer

mulher olhando o celular
Bem-estar Equilíbrio

Redes sociais geram efeito “cérebro de pipoca”

“Cérebro de pipoca” ocorre quando nosso foco salta de rapidamente de uma coisa para outra, como grãos de milho quando estouram