Aumentam os casos de VSR em crianças, aponta FioCruz

Saúde
13 de Janeiro, 2023
Aumentam os casos de VSR em crianças, aponta FioCruz

No último boletim InfoGripe divulgado nesta semana, a Fundação Oswaldo Cruz aponta que o vírus sincicial respiratório (VSR) foi responsável por 59% dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) entre crianças de 0 a 4 anos de idade nas últimas quatro semanas. Os casos de VSR em crianças representam uma das principais causas de infecções das vias respiratórias e pulmões. Se não for tratado, pode evoluir para casos de bronquiolite. Continue lendo e entenda.

Leia também: Rotavírus mata mais de 200 mil crianças por ano; veja cuidados

Casos de VSR em crianças

O vírus sincicial respiratório (VSR) é um microrganismo responsável por causar infecção das vias respiratórias. A Sociedade Brasileira de Pediatria explica que a transmissão do vírus ocorre através do contato direto com secreções respiratórias de pacientes infectados ou por meio de objetos contaminados. Assim, o vírus invade o organismo por meio das mucosas dos olhos, bocas ou nariz. 

O vírus costuma estar mais presente em estações de outono e inverno, e apesar de fora de época, está circulando fora de temporada majoritariamente em São Paulo e Distrito Federal, em crianças de 0 a 4 anos, provocando um aumento da procura de atendimento em hospitais. Além disso, a FioCruz também identificou o aumento da presença do vírus em regiões como Espírito Santo, Minas Gerais e Roraima. 

No entanto, a Covid-19 continua sendo a principal causa de síndrome respiratória aguda grave. Dessa forma, a vacinação ainda continua sendo a melhor alternativa para evitar complicações.

Principais sintomas de VSR

Inicialmente, o vírus é facilmente confundido com gripe simples. Porém, o vírus sincicial exige atenção dos pais, essencialmente em crianças até dois anos de idade, já que pode levar a complicações de saúde e internações. 

Dessa forma, os principais sinais da presença do vírus são:

  • Coriza;
  • Congestão nasal;
  • Tosse;
  • Febre.

Como prevenir do Vírus sincicial respiratório (VSR)? 

Até o momento, não existe vacinação específica para evitar o vírus. No entanto, especialistas em infectologia apontam que lavar as mãos com frequência é uma das principais ações contra o vírus sincicial, essencialmente antes de tocar na criança.

Por fim, deve-se evitar aglomerações, contato com outros adultos e crianças resfriados e estimular o aleitamento materno, já que ele tem anticorpos valiosos até os seis meses de idade, pelo menos.  

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

foto de uma caderneta de vacinação com uma seringa
Saúde

Caderneta de vacinação em dia ajuda a evitar surtos de doenças

Especialistas alertam que a vacinação é um pacto de saúde coletivo

Chá de folha de mamão e dengue
Saúde

Chá de folha de mamão e dengue: é falso que bebida combate a doença

Não existem evidências científicas de que a bebida possui propriedades medicinais no tratamento da doença

vitamina B e dengue
Saúde

Vitamina B previne a picada do mosquito da dengue?

Sem comprovação científica, a técnica popular pode levar a população a uma falsa sensação de segurança