Câncer do sistema nervoso central: causas, sintomas e tratamento

Saúde
14 de Setembro, 2022
Câncer do sistema nervoso central: causas, sintomas e tratamento

O câncer do sistema nervoso central consiste em uma série de tumores que podem acometer qualquer localização no cérebro ou na medula espinhal. Ele ocorre por conta de uma falha na replicação celular e, consequentemente, surgem a células aberrantes, que conseguem se multiplicar rapidamente. 

Por isso, esse tipo de câncer geralmente é considerado bastante agressivo e com diagnóstico um pouco mais delicado. Mas, felizmente, existem formas de tratá-lo com a devida orientação.

Leia também: Alimentação e câncer de mama: Entenda a relação

Causas 

O mecanismo de formação do câncer do sistema nervoso central não é conhecido por completo. Contudo, acredita-se que haja uma predisposição genética, aliada a fatores ambientais, além da exposição a determinados agentes ou vírus. 

Assim, muito se especula também sobre os fatores de risco para tumores cerebrais. Como por exemplo, a doença é tema recorrente de debates em relação ao uso de aparelhos celulares e de outros eletrônicos como se fossem um desses agravantes. 

Porém, as evidências existentes afirmam que apenas a radiação ionizante pode ser considerada um fator de risco comprovado. Vale ressaltar que a grande maioria dos tumores são esporádicos, ou seja, não se identifica um fator causal exatamente. 

Por outro lado, existem síndromes genéticas em famílias no Brasil que podem levar a diversas neoplasias, inclusive cerebrais, como a Síndrome de Li-Fraumeni, neurofibromatose, dentre outras. 

Sintomas do câncer do sistema nervoso central

Entre os sintomas que merecem atenção a respeito do câncer do sistema nervoso central, o principal costuma ser uma dor de cabeça constante, que os médicos chamam de cefaleia, e que acorda a pessoa de madrugada, tendo pouca resposta ao uso de analgésicos.

Contudo, outros sinais de que pode ser uma resposta do corpo por conta dos tumores incluem crises convulsivas, desequilíbrio do organismo, sensação de vertigem e, por fim, confusão mental.

Tratamento

Uma vez que haja suspeita do câncer do sistema nervoso central, o médico oncologista ou um neurologista irá efetuar o diagnóstico por meio de “tétrade”, ou seja, quatro baterias de exames que incluem:

  1. Exame de imagem (preferencialmente ressonância magnética de crânio)
  2. Neurocirurgia com envio de material para biópsia
  3. Análise da biópsia pelo médico patologista
  4. Estudo molecular

Caso os testes apontem para a presença da doença, o profissional irá encaminhar o paciente ao tratamento adequado. Hoje, o mais preconizado é uma ressecção cirúrgica por neurocirurgião, seguido de radioterapia e quimioterapia. Ele deve ser orientado por um neuro-oncologista ou oncologista clínico.

Quanto à prevenção, recomenda-se a prática de exercícios físicos regularmente (pelo menos 30 minutos por dia), evitar tabagismo e alimentos muito industrializados, que são alguns dos hábitos que ajudam a reduzir a probabilidade de cânceres em geral.

Fonte: Dr. Leonardo de Sousa Bernardes, neurologista com especialização em Neuro-Oncologia do Hospital Albert Sabin (HAS) – CRM 194450. 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

dores nos glúteos e problemas na coluna
Saúde

Dores nos glúteos sinalizam problemas na coluna, diz especialista

Pesquisa aponta problemas na coluna como uma das principais causas de afastamento do trabalho

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

10 benefícios da banana que provavelmente você não conhece (mais receitas)

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

perda muscular
Bem-estar Movimento Saúde

Perda muscular compromete a recuperação do paciente  

A sarcopenia, a perda de massa muscular e da força, aumenta o risco de complicações em diversos quadros