Botulismo: Saiba mais sobre a doença, suas causas e o tratamento

Saúde
27 de Agosto, 2021
Botulismo: Saiba mais sobre a doença, suas causas e o tratamento

O botulismo é uma infecção grave, pouco comum, causada pela toxina botulínica. Essa substância é produzida pela bactéria Clostridium botulinum e pode ser encontrada em alimentos mal conservados. Apesar de ser uma doença rara, o acometimento é predominantemente neurológico, caracterizado por paralisia motora progressiva.

Assim, a infecção também causa sintomas gastrointestinais, como náuseas, vômitos e diarreia, além de comprometer os músculos. Os pacientes contaminados apresentam elevada mortalidade e precisam iniciar tratamento o quanto antes. 

Leia também: Estudo encontra fadiga crônica após infecção por COVID-19

Como ocorre a contaminação?

No caso do botulismo infantil, o vilão é o consumo do mel antes do primeiro ano de idade. Isso porque o bebê ainda não possui o sistema imunológico bem desenvolvido e fica  propenso às infecções.

Dessa maneira, no caso dos adultos, peixes, vegetais, frutas e condimentos são as fontes alimentares mais comuns da doença. Mas carne bovina e suína, laticínios e aves também podem trazer o problema. Além disso, a conserva caseira — aquele vidrinho que armazena um alimento por meses — também é perigosa. Pois a presença de umidade e a ausência de oxigênio fazem a bactéria se multiplicar. Portanto, as toxinas produzidas são capazes de resistir às enzimas digestivas do organismo e ainda causam uma intoxicação alimentar.

Leia também: Dieta para candidíase: Alimentos que combatem a infecção

Sintomas do botulismo

Os sintomas da doença podem variar. Entretanto, os principais incluem:

  • Náuseas;
  • Febre;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Fraqueza dos músculos ;
  • Boca seca;
  • Visão dupla;
  • Dificuldade para falar ou engolir;
  • Dificuldade para respirar.

Diagnóstico e tratamento do botulismo

Exames de sangue e microbiológicos identificam o botulismo, e o tratamento deve ser feito em hospital para neutralizar a ação da toxina produzida pela bactéria. Além da lavagem estomacal para eliminar o alimento contaminado, o paciente recebe o soro anti-botulínico para impedir a evolução do quadro.

Prevenção

Para prevenir a contaminação da doença, é importante adquirir hábitos de higiene. Sendo assim, veja algumas dicas abaixo:

  • Higienize qualquer alimento antes de consumi-lo;
  • Não conserve alimentos em alta temperatura;
  • Evite ingerir alimentos industrializados que apresentem líquidos;
  • Além disso, descarte alimentos retirados de lata estufada ou com alterações;
  • Por fim, não ofereça mel para bebês com menos de 1 ano.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Lapsos de memória
Bem-estar Equilíbrio Saúde

Lapsos de memória: 8 principais fatores e como evitá-los

Rotina sobrecarregada, estresse e noites maldormidas são algumas das causas

Medir a pressão arterial
Saúde

Medir a pressão arterial: veja novas recomendações

Veja novas recomendações da Sociedade Brasileira de Cardiologia

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma