Barriga dura na gravidez: O que significa?

Durante a gestação, é normal que o corpo da mulher passe por alterações. A barriga dura na gravidez é uma transformação comum, mas que ainda gera dúvidas entre as futuras mamães. Por isso, entenda o motivo pelo qual a barriga fica mais rígida nesse período.

Por que isso acontece?

Quando se fala em gravidez, uma gestação saudável acontece quando a mãe, em primeiro lugar, segue uma boa alimentação, uma boa rotina de sono, não tem vícios e realiza algum tipo de atividade física regular. Tudo isso diminui os riscos de hipertensão e diabetes na gestação. 

Entretanto, mesmo mulheres que cuidam da saúde de forma adequada durante o período gestacional podem ficar com a barriga dura na gravidez. Esse é um sintoma bastante comum, porque o útero apresenta contrações durante a gestação. 

“Isso ocorre pelo próprio crescimento uterino, por estímulos mecânicos – como o movimento do bebê ou massagens na barriga -, e nas contrações de treinamento conhecidas como Braxton Hicks, principalmente a partir das 28 semanas”, explica a Liliane Sato, ginecologista do Hospital Santa Catarina. 

Essas contrações de treinamento não são dolorosas e ajudam no preparo do útero para a hora do parto. Ou seja, elas fazem parte do curso natural de preparação do corpo para o nascimento do bebê. Outras causas para a barriga endurecer podem envolver o estresse, esforços físicos intensos ou quadros de constipação. Mas também algum quadro infeccioso como a infecção urinária”, afirma a profissional.

Como essa é uma condição bastante comum, é importante sempre buscar a avaliação e a orientação de um médico obstetra para identificar os quadros normais e os patológicos. 

Leia também: O que acontece com o corpo da mulher após o parto e cuidados

Quanto tempo a barriga fica dura na gravidez? 

O tempo que a barriga fica enrijecida é um dos principais questionamentos das gestantes. O endurecimento, de acordo com a médica, ocorre de forma intermitente e temporária. Ou seja, dura menos de 1 minuto e pode ocorrer de forma aleatória e irregular durante o dia. 

O que não é comum, no entanto, é que a barriga fique dura de forma permanente durante a gravidez. “É importante frisar que no final da gestação muitas mulheres têm a sensação que a barriga está dura por estarem apalpando alguma parte do feto. Mas o médico deve orientar a diferenciar de uma contração, quando todo abdome enrijece de forma homogênea e não só uma parte”, diz. 

Por isso, se o endurecimento continuar de forma frequente e constante, ou se for associado a dor e/ou sangramento, a paciente deve ser avaliada por um obstetra. Dessa forma, ele consegue excluir causas patológicas, como infecção, aborto, trabalho de parto prematuro ou deslocamento da placenta.  

Fonte: Liliane Sato, ginecologista do Hospital Santa Catarina

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.