Aumento de casos de influenza A exige cuidados; veja quais

Saúde
30 de Setembro, 2022
Aumento de casos de influenza A exige cuidados; veja quais

O mês de setembro foi marcado pelo aumento de casos de influenza A. De acordo com levantamento da rede Dasa, os índices de testes positivos no Rio de Janeiro aumentaram em 315,5% entre 19 e 25 de setembro. Já em São Paulo, a positividade para a doença cresceu 27,28% (de 24,12% para 30,70%) em relação à semana anterior (12 a 18 de setembro).

Outro relatório do Instituto Todos pela Saúde reforça o surto atípico. “Com dados de 436.323 testes realizados por Dasa, DB Molecular e HLAGyn, análises do ITpS entre 1/2 e 17/9/22 mostram que a positividade de Influenza A está acima de 20%, patamar visto somente […] em janeiro”, afirma trecho do documento.

Veja também: Gripe H3N2: o que é, sintomas, transmissão e tratamento

Quem são as pessoas mais vulneráveis ao vírus?

Segundo a análise do ITpS, bebês, crianças e adolescentes são os principais alvos da influenza A. Apesar da maior incidência entre a população jovem, idosos, pessoas imunossuprimidas e com histórico de doenças respiratórias precisam redobrar os cuidados com a saúde.

É importante saber que a influenza A provoca a gripe dos tipos H1N1 e H3N2 — esta última, chamada variante Darwin, cresceu bastante em 2021 e também fora de época. Dentre os sintomas, o indivíduo sente os desconfortos característicos de uma gripe. Por exemplo, febre, tosse, dores musculares, dor de garganta e indisposição geral. Entretanto, a influenza A pode ser mais agressiva e causar a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), condição grave que pode até matar.

Possíveis causas do aumento de casos de influenza A

O frio inesperado no mês de setembro pode ser uma das razões da disseminação da doença, já que as variações de temperatura são uma oportunidade para o vírus. No entanto, a flexibilização do uso de máscaras, que não é mais obrigatória em aeroportos e transportes públicos, pode ter favorecido o supercrescimento de casos. Somado a isso, a baixa aderência à vacinação contra a gripe contribuiu para a situação crítica.

Afinal, como se proteger do vírus da gripe?

O sistema imunológico é a defesa de nosso organismo. Então, quando os linfócitos (células que combatem vírus e outras ameaças) estão em baixa, o corpo fica exposto a infecções e doenças variadas. Veja alguns hábitos que podem fortalecer a imunidade e reduzir as chances de contrair uma gripe.

  • Siga uma dieta balanceada e faça exercícios regularmente.
  • Controle o peso: a obesidade está associada ao aumento da inflamação no corpo, sendo um fator de risco para quadros graves de infecções respiratórias.
  • Durma bem: o sono sem qualidade não só impacta na energia, mas pode enfraquecer o sistema imunológico. 
  • Encontre formas de aliviar o estresse, que pode ter um efeito negativo sobre a imunidade.
  • Use máscaras em locais de aglomeração ou ao ter contato com pessoas doentes.
  • Vacine-se contra a gripe: a imunização está disponível em qualquer unidade do SUS e evita o agravamento da doença.
  • Por fim, lave sempre as mãos e utilize álcool em gel.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

selfie do ex-jogador de vôlei, Tande
Saúde

Tande, do vôlei, sofre infarto e é internado em hospital

Tande, ex-jogador da seleção brasileira de vôlei, revelou ter tido 98% de entupimento em uma de suas veias e sofrido um infarto

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

Quais são os benefícios da banana para a saúde? Veja lista e receitas saudáveis

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

horário para treinar
Bem-estar Movimento Saúde

Estudo revela melhor horário para pessoas com obesidade treinaram

O estudo da Universidade de Sidney identificou benefícios do treino noturno para a saúde do coração