Vacina da varíola humana funciona para o vírus dos macacos? Entenda

25 de May, 2022

Apesar de ainda não existir um imunizante específico para a varíola dos macacos, alguns países estão começando a disponibilizar a vacina da varíola humana à população. De acordo com o Ministério da Saúde, ainda não há casos confirmados nem suspeitos no Brasil. Contudo, o país não possui reserva de vacinas da varíola humana, tampouco perspectivas de produção. O motivo é que a varíola humana é uma enfermidade erradicada desde a década de 1970. Mas o imunizante humano tem condições de minimizar a transmissão da zoonose?

A resposta é sim — a vacina da varíola humana é capaz de proteger contra o vírus animal. A princípio, os imunizantes disponíveis possuem 85% de eficácia contra o varíola dos macacos, segundo a OMS. Os Estados Unidos, França, Alemanha e Reino Unido já iniciaram a vacinação em alguns grupos de risco, como profissionais de saúde e pessoas que tiveram contato com infectados.

Veja também: Varíola dos macacos: o que se sabe até agora e casos pelo mundo

Teremos vacina da varíola no Brasil?

Nem o Ministério da Saúde nem a Anvisa informaram sobre a possibilidade da vacinação contra o vírus. Por enquanto, o órgão criou uma sala de situação para monitorar o avanço do vírus pelo mundo e a chegada do vírus no país. Além disso, a OMS ainda não recomendou a vacinação em massa, pois crê em “medidas não farmacológicas” para frear a disseminação da doença. Por exemplo, isolamento de pessoas infectadas, diagnóstico assertivo e cuidados de higiene e proteção sexual.

Imunizante para a varíola dos macacos

A Moderna, indústria farmacêutica, está trabalhando em uma vacina exclusiva contra o vírus animal, mas a novidade pode demorar para se tornar realidade. No momento, o imunizante está em fase laboratorial e não há previsão de teste em voluntários humanos.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.