Trombofilia na gravidez: Thaila Ayala fala sobre medo de perder o bebê

Gravidez e maternidade Saúde
16 de Dezembro, 2022
Trombofilia na gravidez: Thaila Ayala fala sobre medo de perder o bebê

Na última quarta-feira, 14/12, a atriz Thaila Ayala, de 36 anos, participou do podcast PodDelas para falar sobre maternidade e os problemas enfrentados em sua gestação atual. A atriz, que é mãe de Francisco, de 1 ano de idade, comentou sobre já ter perdido dois bebês antes do nascimento do seu primeiro filho e relata sobre a descoberta da trombofilia na gravidez, que é uma predisposição para desenvolver trombose.

Thaila é casada com o ator Renato Góes e utiliza a internet para compartilhar as suas experiências sobre o universo materno no podcast Mil e uma Tretas, junto com Julia Faria. Na oportunidade, ela comentou que buscou um médico para investigar a causa das perdas quando se deparou com o diagnóstico: 

“Na gravidez do Chico eu fiz 4 ultrassons a gravidez inteira. No começo eu falava: “Ah, não vai dar certo, eu vou perder de novo”. Tinha perdido dois. Investiguei e agora eu sei que tenho trombofilia”, contou Thaila.

“A gente só descobriu por causa da síndrome de hellp que eu tive, que é uma pré-eclâmpsia piorada, super rara e que mata mãe e o bebê. Por isso que meu neném nasceu prematuro de 33 semanas, eu estava tendo mudanças hepáticas no meu exame de sangue, e meu fígado virando um patê e deu a síndrome hellp. Na mesma semana eu tive que tirar o nenê. Por conta da síndrome, fiz os exames genéticos e descobri a trombofilia”, relatou a atriz.

Afinal, o que é trombofilia na gravidez? 

A trombofilia é uma condição de predisposição ao desenvolvimento da trombose em indivíduos que apresentam anomalias nos fatores de coagulação. Dessa forma, a doença é causada por uma deficiência na ação de enzimas e aumenta o risco de formação de coágulos sanguíneos. 

Nesse sentido, o mal funcionamento das enzimas pode ter algumas causas como: fatores hereditários, obesidade, uso de anticoncepcionais por muito tempo, doenças oncológicas e outros

Portanto, gestantes ou tentantes devem ficar atentas, já que a trombofilia pode prejudicar seriamente a gravidez implicando em prematuridade, dificuldades obstétricas, infertilidade, abortos, ou complicações no desenvolvimento fetal com a pré-eclâmpsia. 

Sintomas

  • Inchaço constante nas pernas ou áreas afetadas pelos coágulos;
  • Mancha azulada na pele no local do coágulo;
  • Sensação de aumento da temperatura no membro afetado pelo coágulo;
  • Dilatação das veias;
  • e dores na região afetada. 

Tratamento 

Até o momento, a trombofilia não apresenta chances de cura, mas o tratamento pode fazer com que o paciente recupere o seu bem estar. Sendo assim, aos primeiros sintomas de trombofilia, ou até mesmo a mínima suspeita, é importante procurar ajuda de um médico para realizar o diagnóstico. 

Por fim, geralmente, o tratamento é realizado com o apoio de medicamentos anticoagulantes e trombolíticos que atuam diretamente na formação e inibição de coágulos. Além disso, o tratamento também inclui mudanças de hábitos para uma vida mais saudável, como exercícios físicos e alimentação balanceada.

Leia também: Grávidas com Covid-19 correm mais risco de desenvolver pré-eclâmpsia

 

 

Sobre o autor

Tayna Farias
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em gravidez e maternidade

Leia também:

foto de uma caderneta de vacinação com uma seringa
Saúde

Caderneta de vacinação em dia ajuda a evitar surtos de doenças

Especialistas alertam que a vacinação é um pacto de saúde coletivo

Chá de folha de mamão e dengue
Saúde

Chá de folha de mamão e dengue: é falso que bebida combate a doença

Não existem evidências científicas de que a bebida possui propriedades medicinais no tratamento da doença

vitamina B e dengue
Saúde

Vitamina B previne a picada do mosquito da dengue?

Sem comprovação científica, a técnica popular pode levar a população a uma falsa sensação de segurança