Treinar bíceps todo dia ajuda na definição mais rápida? Entenda

Bem-estar Movimento
04 de Maio, 2023
Treinar bíceps todo dia ajuda na definição mais rápida? Entenda

Ter braços maiores e com músculos mais aparentes é o desejo de boa parte dos homens que optam pela musculação como atividade física. Para atingir esse objetivo, é necessário treinar o bíceps, um dos principais músculos do braço e que também é símbolo de força. Contudo, na ansiedade de se obter resultados mais visíveis, muitas pessoas acabam exagerando em treinar o bíceps todos os dias, acreditando que assim, verão o músculo crescer mais rápido. 

Embora não existam estratégias perfeitas de treino, já que cada pessoa tem características individuais, essa pode ser uma aposta equivocada para conquistar a definição e aumento dos músculos. De acordo com a educadora física da Vitat, Bianca Pichirilli, os grupos musculares não devem ser estimulados com tanta frequência, já que podem prejudicar o desenvolvimento do treino. Continue lendo e entenda.

Veja também: Pré-treino faz mal? Conheça as contraindicações

Afinal, é recomendado treinar bíceps todo dia ?

treinar bíceps todo dia v2

O problema de exagerar no exercício é que o esforço pode ter o efeito contrário e prejudicar o desenvolvimento do músculo. Isso acontece porque todo grupo muscular precisa de 48 horas de descanso entre os treinos. Isso vale para as pernas, costas e também para o bíceps.

Portanto, o ideal é que o músculo seja estimulado de 2 a 3 vezes por semana no máximo, a depender também da frequência do treino. Assim, esse tempo entre os treinos é importante para permitir que o músculo se recupere completamente antes de receber um novo estímulo. Quando ocorre uma sobrecarga de treinos, o corpo não dá conta de deixar a casa em ordem, fator que acaba atrapalhando os resultados e aumentando o  risco de lesões. Dessa forma, respeitando o descanso e com a alimentação adequada, é possível alcançar uma evolução mais saudável e contínua.

Outro ponto fundamental é que a musculação, assim como outras atividades físicas, necessidade de tempo para apresentar resultados físicos. De acordo com o educador físico Guilherme de Almeida, os resultados corporais do treino são influenciados pela frequência semanal, correta manipulação das variáveis de treino e outros fatores de ordem biológica que variam entre cada pessoa.

Contudo, Guilherme afirma que a evolução costuma seguir um padrão: “De maneira geral, entre 6 e 8 semanas costuma ser o período em que mudanças físicas já ficam aparentes. Porém, quando falamos da força muscular, essa sim pode apresentar resultados mais rápidos, sendo observados bons aumentos antes de 4 semanas de treino para indivíduos sedentários”, aponta o especialista.

Grupos musculares

Além do tempo de descanso entre os treinos, é importante destacar que todos os grupos musculares precisam ser fortalecidos para oferecer resistência e força para o corpo como um todo. Ou seja, priorizar somente o bíceps pode resultar em uma estética desproporcional que ainda pode gerar danos à saúde.

Nesse sentido, o médico ortopedista Dr. Marcos Cortelazo faz um alerta:

“Pular o treino de pernas é extremamente maléfico para uma das articulações mais importantes e sobrecarregadas do corpo: a dos joelhos. Quando temos um aumento do peso corporal causado pela hipertrofia dos músculos superiores, sem que os músculos da pele acompanhem esse aumento, criamos uma sobrecarga articular nos joelhos. Isso causa um trauma repetitivo e excessivo da cartilagem, que culmina em sua degeneração. É fundamental que o estímulo muscular também seja dado aos músculos da perna”, explica o médico.

Treinar bíceps todo dia: como potencializar os resultados?

Antes mesmo de aumentar o peso, lembre-se de focar na correta execução do treino de bíceps que podem envolver exercícios como flexão de braço, rosca martelo, rosca concentrada, supino e remada. 

“Bíceps é um músculo que possui uma origem e duas inserções, que chamamos de duas cabeças do bíceps. Para um treino eficiente, é importante os dois feixes dos músculos receberem estímulos. Outro fator importantíssimo é realizar o treino 100% concentrado e chegamos próximo a falha muscular”, aconselha a personal trainer. 

Invista na alimentação para ganhar massa muscular

Esse é um dos pilares mais importantes da transformação dos músculos. Especialistas afirmam que a dieta para ganhar massa muscular tem 70% de responsabilidade sobre o corpo definido. Portanto, o resto se divide entre treino e descanso.

No processo de ganho de massa muscular, assim como adotar uma rotina de treinos constante, a alimentação adequada faz toda a diferença. Nesse sentido, os alimentos ricos em proteínas e os carboidratos são os nutrientes mais importantes. Isso porque eles ajudam na construção e na recuperação dos músculos.

Por fim, além das proteínas e dos carboidratos, existem outros nutrientes que devem ser valorizados em uma dieta para hipertrofia. São eles: zinco, magnésio, ferro, vitaminas do complexo B e vitamina D. Assim, é importante incluir alimentos ricos nesses componentes e saber como dosar as quantidades para montar pratos equilibrados.

Alguns exemplos são:

Fonte:

Bianca Pichirilli, educadora física da Vitat.

Dr. Marcos Cortelazo, médico ortopedista e especialista em joelho e traumatologia esportiva.

Guilherme de Almeida e Leme, educador físico e gerente técnico da Bio Ritmo Academias.

Sobre o autor

Tayna Farias
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em gravidez e maternidade

Leia também:

mulher de lado tomando um suco verde em um copo
Alimentação Bem-estar

Como comer mais fibras no dia a dia? Dicas simples

O nutriente promove saciedade, melhora o trânsito intestinal, ajuda a evitar picos de açúcar no sangue e diminui a absorção das gorduras. Veja como comer mais

foto mostra diferentes pincéis de maquiagem
Beleza Bem-estar

Pincéis e esponjas de maquiagem podem causar acne e alergias. Como higienizar?

Você já tentou de tudo, mas não consegue se livrar do aparecimento de espinhas? Já tentou lavar seus pincéis e esponjas de maquiagem?

corrida
Bem-estar Movimento Saúde

Como proteger garganta e ouvidos na corrida durante o inverno

É necessário tomar os devidos cuidados para proteger garganta e ouvidos durante a corrida no inverno. Saiba mais!