Tendinite no polegar: conheça as causas e tratamentos

Saúde
21 de Novembro, 2022
Tendinite no polegar: conheça as causas e tratamentos

Se você trabalha no computador ou se tem uma atividade profissional bastante mecânica, já deve ter ouvido falar sobre a tendinite. Ela pode surgir em diversas regiões, mas uma forma bastante comum é a tendinite no polegar.

O que é tendinite? 

Em primeiro lugar, precisamos de uma breve aula de anatomia. Os tendões unem os músculos do corpo aos ossos, e a tendinite acontece quando um desses tendões inflama. 

Por exemplo, no caso do polegar, a tendinite acontece quando os tendões que unem a musculatura aos ossos da região – o tendão do músculo extensor curto e do abdutor longo – inflamam. 

“Essa tendinite, também chamada de Tendinite de Quervain, acontece por atividades que demandem esforços repetidos e sobrecarga mecânica. Por exemplo pegar objetos, torcer roupa, escrever com muita força, lavar louça, vidros, montar móveis, parafusar e pregar”, explica Sílvia Lemos Fagundes, fisioterapeuta e professora do curso de Fisioterapia do Centro Universitário Cesuca. 

Leia também: Lesão por esforço repetitivo (LER): Como tratar e evitar

Quais os principais sintomas? 

De acordo com a fisioterapeuta, existe uma lista de sintomas conhecidos, como: 

  • Dor localizada ou irradiada para o antebraço;
  • Calor (região quente);
  • Vermelhidão;
  • Inchaço;
  • Falta de força.

“Essa condição acomete essa área devido às atividades de vida diária e o polegar ser a base para os movimentos principais de preensão e de pegadas de objetos, como canetas”, continua. 

Normalmente, o diagnóstico é feito por meio de um exame físico – como a chamada manobra de Phalen -, ou por exames de imagem, como a ecografia ou a ressonância magnética. 

Como é feito o tratamento da tendinite de polegar? 

O tratamento varia de acordo com o quadro, porém, o uso de medicamentos prescritos pelo médico, principalmente à base de anti-inflamatórios, é bastante comum. Além disso, o uso de analgésicos e a recomendação do repouso também fazem parte da conduta. 

“Também acontece por meio da fisioterapia com o uso de crioterapia (gelo) em estágios agudos iniciais, aparelhos como o ultrassom, que agem como anti-inflamatórios, exercícios, uso de órteses de posicionamentos, bandagens elásticas, liberações miofasciais, correções e orientações laborais e posturais”, finaliza.

Fonte: Sílvia Lemos Fagundes, fisioterapeuta e professora do curso de Fisioterapia do Centro Universitário Cesuca

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

foto de uma caderneta de vacinação com uma seringa
Saúde

Caderneta de vacinação em dia ajuda a evitar surtos de doenças

Especialistas alertam que a vacinação é um pacto de saúde coletivo

Chá de folha de mamão e dengue
Saúde

Chá de folha de mamão e dengue: é falso que bebida combate a doença

Não existem evidências científicas de que a bebida possui propriedades medicinais no tratamento da doença

vitamina B e dengue
Saúde

Vitamina B previne a picada do mosquito da dengue?

Sem comprovação científica, a técnica popular pode levar a população a uma falsa sensação de segurança