Tempo de tela: quantas horas atrapalham desenvolvimento infantil?

Gravidez e maternidade Saúde
22 de Agosto, 2023
Tempo de tela: quantas horas atrapalham desenvolvimento infantil?

Uma das formas mais comuns de entreter bebês nos tempos atuais é oferecer smartphones ou tablets. No entanto, de acordo com um novo estudo, o tempo de tela que os pequenos passam utilizando esses recursos podem prejudicar o desenvolvimento infantil. Veja o que a pesquisa revelou e o tempo recomendado.

Leia mais: Excesso de telas pode causar problemas oculares mais cedo em crianças

Tempo de tela: resultados do estudo

Segundo estudo publicado no The Journal of the American Medical Association Pediatrics, crianças de 1 ano expostas a mais de 4h de tempo de tela por dia têm atrasos no desenvolvimento de habilidades de comunicação e resolução de problemas aos 2 e 4 anos.

Além desses atrasos no desenvolvimento, os “crescidos com iPad” também tiveram dificuldades motoras e sociais, se comparados aos que não tiveram tanto tempo exposto às telas.

Por que isso aconteceu? De acordo com o estudo, a interação face a face entre pais e filhos é crucial. Isso porque passa aos bebês um rico conjunto de informações, incluindo expressões faciais, palavras e tom de voz. Isso não acontece quando se está olhando para a tela

Como esse tipo de conexão só funciona pessoalmente, as crianças que passam muito tempo no smartphone perdem esse contato. Respondendo aos questionamentos dos pais sobre quanto tempo de tela seria a quantidade ideal, os pesquisadores responderam: “fale com o seu filho, cara a cara, o máximo que puder.”

Próximos passos

As descobertas, conduzidas por estudiosos no Japão, vieram de questionários sobre desenvolvimento e tempo de tela com pais de quase 8.000 crianças pequenas. Assim, descobriu-se também que os bebês expostos a níveis mais altos de tempo de tela são filhos de mães de primeira viagem e mais jovens. Além disso, elas possuem renda e nível de escolaridade familiar mais baixos e costumam sofrer de depressão pós-parto.

No entanto, os autores do estudo observaram que a pesquisa não fez distinção entre o tempo de tela voltado para conteúdos educacionais e o tempo de tela de entretenimento. Estudos futuros, acrescentaram os pesquisadores, devem explorar esse ângulo.

Sobre o autor

Fernanda Lima
Jornalista e Subeditora da Vitat. Especialista em saúde

Leia também:

neuralgia do trigêmeo
Saúde

Neuralgia do trigêmeo: doença que provoca uma das piores dores do mundo

Sintomas de doença são dores muito fortes e rápidas em apenas um lado do rosto, causando sensação de choque ou de um golpe muito forte

Reynaldo Gianecchini
Saúde

Reynaldo Gianecchini revela diagnóstico de doença autoimune

A síndrome de Guillain Barré causa fraqueza e dificuldades para mover os braços e as pernas

pés de pessoas calçando botas andando no meio de uma enchente
Saúde

Dengue ou leptospirose? Como diferenciar os sintomas

Após cheias como as do Rio Grande do Sul, as duas doenças podem coexistir e infectar simultaneamente a população; orientação é procurar atendimento médico para o diagnóstico