Taça de vinho na gravidez: bebida pode alterar estrutura cerebral do bebê

Alimentação Gravidez e maternidade Saúde
23 de Novembro, 2022
Taça de vinho na gravidez: bebida pode alterar estrutura cerebral do bebê

O hábito de consumir uma taça de vinho está associado a diversos benefícios como a sensação de descontração e relaxamento. Por vezes, este hábito é visto como benéfico e até recomendável para diversos públicos. No entanto, esse não é o caso das grávidas. Um estudo recente revela que apenas uma taça de vinho por semana durante a gravidez já altera a estrutura cerebral dos bebês.

Afinal, qual é a influência de uma taça de vinho durante a gravidez? 

Na última terça-feira, 22/11, pesquisadores da Universidade de Medicina de Viena apresentaram os resultados de um estudo sobre consumo de álcool na gravidez. 

A pesquisa apontou que crianças expostas ao álcool, ainda que em pequenas quantidades, no pré-natal apresentavam um sulco temporal superior direito (STS) menos aprofundado. Sendo que essa área cerebral está diretamente envolvida na capacidade de cognição e linguagem. 

De acordo com o neurologista Patric Kienast, principal autor do estudo, “as mulheres grávidas devem evitar rigorosamente o consumo de álcool”. O neurologista complementa ainda que mesmo o baixo nível de consumo de álcool pode provocar mudanças estruturais no desenvolvimento e atraso na maturação do cérebro do bebê. 

Leia mais: Síndrome Alcóolica Fetal: entenda o que é e os desafios de diagnosticá-la

Detalhes sobre a pesquisa

No estudo, foram analisados 24 fetos expostos ao álcool entre a 22º e a 36º semana de gravidez. Já o consumo de álcool foi estabelecido por meio de pesquisas anônimas das mães envolvidas.

Assim, 17 das 24 mães participantes afirmaram ingerir menos de 1 drinque alcoólico por semana, 2 afirmaram consumir até 6 drinques e 1 afirmou ingerir mais de 14 drinques.

O resultado mostrou que o álcool altera a estrutura das células, o que reduz a mielinização, processo responsável pelo revestimento protetor, e o número de interconexões entre as células. Futuramente, o neurologista responsável pelo estudo planeja convocar os bebês para exames após o nascimento para rastrear como o consumo pode ter afetado o desenvolvimento deles. 

Por isso, se você está gestante, a recomendação médica é cortar o álcool durante a gestação.

É possível substituir a taça de vinho na gravidez? 

Caso a ingestão de vinho seja uma tradição nos seus momentos de descontração, opte por substituí-lo por bebidas sem álcool de forma provisória, como por exemplo cervejas não alcoólicas ou coquetéis. 

Use a criatividade para manter o desenvolvimento saudável do seu bebê! 

Sobre o autor

Tayna Farias
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em gravidez e maternidade

Leia também:

Por quanto tempo devo tomar ômega
Alimentação Bem-estar

Por quanto tempo devo tomar Ômega 3?

Muitas pessoas se perguntam: Por quanto tempo devo tomar ômega 3? Veja recomendações importantes sobre o consumo prolongado

Por quanto tempo devo tomar vitamina C
Alimentação Bem-estar Saúde

Por quanto tempo devo tomar vitamina C?

Aliada a imunidade e a beleza, a vitamina C está ligada a uma série de benefícios para a saúde. Veja recomendações sobre o consumo prolongado

montagem com as fotos de Wagner
Saúde

Ele já fez mais de 100 doações de sangue e plaquetas: “dar um pouco da minha saúde para quem precisa”

Conheça a história de Wagner Hirata, que tem as doações de sangue e plaquetas como um de seus propósitos de vida