Superbactéria mata jovem de 18 anos em SC. Infecção aconteceu via acne

Saúde
16 de Junho, 2023
Superbactéria mata jovem de 18 anos em SC. Infecção aconteceu via acne

A jovem Dâmilly Beatriz da Graça, de 18 anos, morreu em decorrência de complicações causadas por uma uma superbactéria em Blumenau, Santa Catarina, nesta segunda-feira (12). De acordo com a mãe da jovem, que era estudante de biomedicina, a bactéria teria sido contraída através de uma acne no rosto. 

No primeiro final de semana de junho, Dâmilly havia buscado atendimento médico com queixas de dor no pescoço. Nessa situação, a jovem foi medicada e liberada. Porém, a dor persistiu e foi somada a um inchaço no rosto. Então, Dâmilly retornou ao hospital no domingo (11), quando ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Embora a causa ainda não tenha sido confirmada pelo hospital, a suspeita é que a morte tenha sido causada por uma infecção pela bactéria Staphylococcus aureus.

“Minha filha foi atingida por uma bactéria agressiva e de difícil reversão (Staphylococcus aureus). Gerou uma infecção generalizada e ocasionou falência múltipla dos órgãos”, escreveu Daniela, mãe de Dâmilly.

Afinal, o que é a superbactéria Staphylococcus aureus?

A bactéria Staphylococcus é a bactéria mais perigosa de todas entre as bactérias estafilocócicas mais comuns. Ela faz parte da flora natural da pele humana e, além da pele, também pode aparecer na nasofaringe e raramente no cólon e na vagina.

Estima-se que a s. aureus esteja presente no nariz de cerca de 30% dos adultos saudáveis e na pele de cerca de 20% de forma temporária. No entanto, os percentuais são ainda maiores em pessoas que estão internadas ou trabalham em um hospital.

A transmissão da bactéria pode ocorrer no contato direto entre pessoas, pelo ar ou até por meio de objetos compartilhados. Os primeiros sinais da infecção são: bolhas, abscessos, vermelhidão e inchaço da área afetada.

Riscos da infecção 

Entre os principais riscos, a s. aureus pode causar infecções de pele, sinusite, pneumonia e meningite. O maior risco que a bactéria apresenta é causar sepse, que é quando a bactéria entra na corrente sanguínea e provoca infecção generalizada no organismo, condição potencialmente fatal.

Por outro lado, a bactéria também apresenta uma resistência maior a antibióticos comuns, o que dificulta o controle da sua capacidade de comprometer o corpo por inteiro. Além disso, outras condições podem potencializar o risco de infecção pela bactéria s. aureus, são elas: procedimentos cirúrgicos, ferimentos, queimaduras, leucemia, tumores etc.

De acordo com especialistas, o desenvolvimento de superbactérias está relacionado ao uso indiscriminado e excessivo de antibióticos. Quando utilizados indevidamente, esses medicamentos podem causar mutações e aumentar a resistência das bactérias, o que causa grandes riscos à saúde humana.

Veja também: Carrapato estrela: como evitar contato com transmissor da febre maculosa?

Referência: Manual MSD Saúde.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

selfie do ex-jogador de vôlei, Tande
Saúde

Tande, do vôlei, sofre infarto e é internado em hospital

Tande, ex-jogador da seleção brasileira de vôlei, revelou ter tido 98% de entupimento em uma de suas veias e sofrido um infarto

benefícios da banana
Alimentação Bem-estar Saúde

Quais são os benefícios da banana para a saúde? Veja lista e receitas saudáveis

A banana é amiga do intestino, além de ser eficiente na prevenção de cãibras. Veja outros benefícios da fruta!

horário para treinar
Bem-estar Movimento Saúde

Estudo revela melhor horário para pessoas com obesidade treinaram

O estudo da Universidade de Sidney identificou benefícios do treino noturno para a saúde do coração