Silicone e amamentação: Saiba o que pode e o que é mito

11 de maio, 2021

O implante de prótese de silicone nos seios é uma das cirurgias plásticas mais procuradas pelas brasileiras. Segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (dados mais recentes, colhidos em 2019), são feitos 211.287 procedimentos por ano no país. No entanto, há uma série de dúvidas no ar quando o assunto é silicone e amamentação. 

Assim, muitas mulheres querem fazer a cirurgia, mas ficam em dúvida se poderão ou não amamentar. Entretanto, será que a prótese mamária pode interferir no aleitamento materno? O que se deve levar em consideração quando for fazer uma cirurgia mamária?

Silicone e amamentação: O que pode e o que não pode

De acordo com o cirurgião plástico Dr. Fernando Amato, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), as cirurgias que não envolvem cortes na glândula mamária geralmente não interferem na amamentação. Como, por exemplo, na mamoplastia de aumento (prótese de mama) com acesso (corte) realizado no sulco mamário, deixando a prótese localizada atrás da glândula.

“Porém, quanto mais cortes acontecer na cirurgia, mais chance de uma cicatrização da glândula poder interferir em uma futura amamentação”, diz o especialista. Ou seja,  se o silicone for colocado pelas aréolas, os ductos mamários (canais que levam o leite das glândulas até o mamilo) podem ser atingidos. “E quando falamos que pode, é porque existe uma chance, muitas vezes pequena, de interferência”, complementa. 

Por outro lado, dizer que colocar a prótese de silicone atrás da glândula mamária pode causar dificuldade na amamentação é um mito. Pois, a posição da prótese, o perfil e o formato (cônico, redondo e oval, por exemplo) não interferem nos ductos mamários.

Fonte: Dr. Fernando C. M. Amato – Graduação, Cirurgia Geral, Cirurgia Plástica e Mestrado pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP). Membro Titular pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, membro da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS) e da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (ASPS).

Leia também: Qual o melhor período para perder peso após a gravidez?

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.