Sentar de pernas cruzadas pode fazer mal à saúde; entenda os motivos

Saúde
11 de Abril, 2023
Sentar de pernas cruzadas pode fazer mal à saúde; entenda os motivos

Sentar de pernas cruzadas, para muitos, é uma postura altamente relaxante e confortável. No entanto, o hábito aparentemente inofensivo pode trazer alguns problemas para a saúde.

Veja também: Crianças podem usar desodorante ou não?

Por que sentar de pernas cruzadas não é uma boa ideia?

Todos nós temos preferência por sentar sobre uma das pernas. A maioria gosta de apoiar a perna direita sobre a esquerda. Mas, permanecer muito tempo dessa forma pode causar desalinhamentos variados. Tais problemas podem, inclusive, provocar dores que você nem imagina que a origem vem do simples cruzar das pernas.

Um estudo feito em 2010 mostrou um aumento significativo da pressão arterial quando os participantes cruzaram as pernas ao nível do joelho.

Embora esse estudo apoie ​​a afirmação de que cruzar as pernas pode aumentar a pressão arterial, ele retrata apenas um aumento temporário. Assim, se você já tem pressão alta, tente evitar passar longos períodos com as pernas cruzadas apenas por precaução.

Outra pesquisa publicada em 202o pelo International Journal of Environmental Research and Public Health avaliou os efeitos da postura sob diversos aspectos, tanto positivos como negativos.

Ficar na posição pode, de fato, trazer alívio e conforto. No entanto, ao cruzarmos as pernas, recrutamos muito de nossa coluna, que realiza uma rotação maior por causa da rotação da pelve.

Como resultado, entramos em uma postura assimétrica, exigindo mais dos músculos de um lado do corpo do que do outro. Isso pode causar dores musculares e articulares, na avaliação do estudo.

Além disso, o vício postural pode ser responsável por lesões diversas, como encurtamentos e estiramentos musculares, dores nos joelhos e na lombar.

Outro achado, que também é consenso entre os especialistas da ortopedia, é que ficar de pernas cruzadas pode gerar diferenças anatômicas no quadril, trazendo prejuízos à saúde e até ao modo de andar e ficar em pé.

Influência na circulação 

O movimento, ou a falta dele, ajuda a determinar possíveis problemas vasculares. O costume de ficar muito tempo em pé ou sentado influencia na formação de vasinhos, varizes e coágulos sanguíneos. Principalmente se o indivíduo possui predisposição ao quadro e ainda senta de pernas cruzadas.

O estudo que observa o aumento da pressão arterial é apenas uma etapa para o desdobramento de condições vasculares. O sangue se acumula nos vasos sanguíneos e artérias por causa do bloqueio postural, comprometendo o fluxo normal da circulação. Esse processo prejudica os vasos sanguíneos, que se tornam mais frágeis pela demanda maior de sangue represado.

Então, se você deseja evitar esse desfecho, preste atenção à sua postura. Caso sentar-se assim seja algo difícil de controlar, alterne a dominância das pernas com mais frequência.

Além disso, é fundamental se levantar a cada hora para uma breve caminhada. Nessas ocasiões, aproveite para alongar o corpo todo, sobretudo os membros inferiores.

Por fim, uma boa dica para amenizar possíveis problemas de circulação é ficar deitado com as pernas para o alto por alguns minutos. Experimente fazer isso no final do dia para abreviar a tensão e sentir o alívio nas pernas.

 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Ozempic, Wegovy e Mounjaro
Saúde

Ozempic, Wegovy e Mounjaro: endocrinologista explica diferenças

Como as chamadas "canetas emagrecedoras" atuam contra o diabetes e obesidade?

Mulher grávida ao lado de um médico, que está olhando uma prancheta, explicando as doenças mais comuns na gravidez
Gravidez e maternidade Saúde

7 doenças mais comuns na gravidez e como identificá-las

As alterações da gravidez podem enfraquecer o sistema imunológico da mulher, tornando-a mais propensa a doenças e infecções comuns no período

Creatina na menopausa
Alimentação Bem-estar Saúde

Creatina na menopausa: suplemento ameniza efeitos e promove bem-estar

A suplementação surge como uma alternativa promissora para combater os efeitos negativos da menopausa e promover o bem-estar feminino