Dicas de como não se comparar nas redes sociais

Bem-estar Equilíbrio
10 de Março, 2022
Dicas de como não se comparar nas redes sociais

Você já parou para se perguntar quanto tempo gasta navegando na internet? Ficar no celular pode ser um ótimo passatempo e até mesmo uma ferramenta de trabalho. No entanto, as mídias sociais também são inimigas da autoestima. Isso porque hoje em dia, se comparar nas redes sociais se tornou algo comum.

Segundo Deise Moraes Saluti, psicóloga, especialista em neuropsicopedagogia e escritora, o que leva uma pessoa a se comparar nas redes sociais é a ilusão de que o outro possui uma facilidade maior dentro de um mesmo contexto. 

“Imagino que para o outro que demonstra uma facilidade em ser melhor que eu, ter mais condições que eu, ilusoriamente aquilo parece ser mais fácil e mais próximo do possível. Criamos então uma expectativa de que eu preciso ter o que o outro tem ou ser o que o outro é. Além de fazer como ele faz gera em mim uma esperança de ter o mesmo sucesso”, afirma a especialista.

Leia também: Como influenciadores nas redes sociais afetam sua saúde mental

O uso excessivo das redes sociais e a baixa autoestima

Usar as redes sociais demasiadamente pode trazer diversos problemas para a saúde física e mental, um dos principais é a baixa autoestima.

“A realidade em que vivemos é bem distante de uma falsa realidade criada pelas redes sociais de uma minoria bem sucedida ou aparentemente melhor financeiramente. Isso causa uma enorme baixa autoestima, pois, essa grande maioria não irá atingir essa realidade fora do padrão, ou não terá o mesmo resultado”, ressalta Deise.

Além disso, também afeta a maneira como enxergamos o nosso corpo. Uma análise da Universidade La Trobe, em Melbourne, na Austrália, mostrou que ao ler um comentário maldoso sobre estar acima ou abaixo do peso, por exemplo, uma pessoa com autoestima baixa irá se identificar e pode se sentir mal.

Esse estudo australiano focou na relação entre o uso de mídias sociais e as atividades de mídia relacionadas a tirar “selfies” com supervalorização de forma e peso. A conclusão é que existem potenciais consequências negativas para a insatisfação corporal e a desordem alimentar decorrente do uso das redes sociais.

Leia também: Unfollow terapêutico (unfollow saudável): Entenda a expressão

Dicas para não se comparar

A psicóloga Deise enfatiza que a melhor forma de não se comparar nas redes sociais é através do autoconhecimento. Assim, nós devemos entender a nossa realidade, nossas limitações e entender que podemos conquistar o nosso sucesso pessoal sem se comparar com outras pessoas.

“Eu costumo pedir para ver as pessoas que meus pacientes seguem no Instagram que os fazem motivar a perder peso e na maioria das vezes são perfis fora de suas realidades. Eles me mostram perfis de modelos, mulheres e homens famosos em redes que apresentam um biotipo ou um perfil muito diferente da realidade dos meus pacientes”, diz Deise.

Dessa forma, o ideal é manter informações que estão ao seu alcance sem tanto investimento. Ou seja, seguir pessoas que têm uma realidade mais próxima a sua, para não se frustrar.

As pessoas tendem a mostrar o lado “bom” da vida, a ideia de que não existe sofrimento e pensamentos negativos. “Acreditar que uma pessoa passa 24h por dia, anos e anos viajando o mundo, as melhores grifes, os melhores restaurantes, sorrindo em todos os seus vídeos e que essas pessoas não possuem dificuldades, é uma grande ilusão. Aquele perfil muitas vezes não mostra o sofrimento que passa em sua vida, mas passa sempre a ideia que tudo é mil maravilhas e nós sabemos que não é”, explica a psicóloga. 

O mais importante é cuidar da saúde mental para que isso não afete de forma negativa e traga outros problemas.

Fonte: Deise Moraes Saluti, psicóloga, especialista em neuropsicopedagogia e escritora.

Sobre o autor

Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.

Leia também:

Por quanto tempo tomar glutamina
Alimentação Bem-estar Saúde

Por quanto tempo devo tomar glutamina?

Veja recomendações importantes sobre o consumo prolongado

mulher correndo ao ar livre em uma ponte em cima de um rio
Bem-estar Movimento

Quando aumentar a distância na corrida?

Sente que os treinos estão ficando cada vez mais fáceis de completar? Talvez seja a hora de aumentar a distância na corrida. Entenda

Alimentação e hipertensão
Alimentação Bem-estar Saúde

Alimentação e hipertensão: o que priorizar e o que evitar?

O ideal é utilizar temperos naturais, como ervas e especiarias. Veja outras dicas