Retenção urinária: o que é, sintomas e tratamento

Saúde
14 de Janeiro, 2022
Retenção urinária: o que é, sintomas e tratamento

Inabilidade de esvaziar a bexiga completamente. Assim a Sociedade Internacional de Continência define a retenção urinária. O quadro pode acometer qualquer pessoa, mas algumas condições facilitam sua manifestação. A seguir, saiba mais sobre esse distúrbio de micção que pode levar a outro caso bem conhecido, a incontinência urinária.

Retenção urinária: como desconfiar?

Os sintomas mais comuns da retenção urinária podem ser percebidos justamente na hora de fazer xixi. Em geral, o jato urinário fica mais fraco e o tempo de micção se prolonga. Mas apesar da demora no banheiro, o próprio paciente percebe que a bexiga não se esvaziou por completo. Assim, ele sente necessidade de fazer esforço na musculatura abdominal para desencadear ou manter a micção. 

Em casos mais extremos, ainda pode ser percebido um abaulamento (protrusão) da região da bexiga, logo acima da região pubiana.

Em todas essas situações, a indicação é procurar um urologista. Para chegar ao diagnóstico, o médico deverá solicitar uma ultrassonografia, que irá identificar a presença de resíduos urinários mesmo após a micção.

Leia também: Quantas vezes devemos fazer xixi ao longo do dia?

A retenção urinária nos homens

Nos homens, o aumento benigno da próstata (quadro conhecido como hiperplasia prostática) está entre os fatores mais comuns que levam à retenção urinária. E isso endossa os motivos da consulta anual no urologista, pois é nessa rotina que o médico poderá avaliar se há aumento no volume prostático e, caso haja (considera-se próstatas com mais de 40 g), é preciso tratar. Nas situações em que o quadro esteja associado à retenção urinária, é necessário tratamento medicamentoso e desobstrução cirúrgica.

Muitas vezes, também, os homens podem ter retenção urinária por conta do estreitamento da uretra (o tubo que leva a urina da bexiga para o exterior). Mas, essa característica, por sua vez, pode ser causada por processos infecciosos ou traumatismos. Para tratar, existem as cirurgias de uretroplastia.

Também é problema de mulher

Quando a retenção urinária afeta as mulheres, entre as causas mais comuns está a falta de relaxamento da musculatura do assoalho pélvico ao fazer xixi. Ou seja, nesses casos, entram em cena os exercícios de Kegel, também conhecidos como treinamento da musculatura do assoalho pélvico (TMAP). 

Fortalecer para melhorar

De fácil execução, os exercícios de Kegel fortalecem os músculos do assoalho pélvico, que dão suporte para a bexiga, o reto e o útero. Eles são compostos por três etapas: contrair a musculatura, segurar a contração e relaxar. 

Falando em retenção urinária, a fase do relaxamento é bastante útil porque contribui com a percepção adequada do assoalho pélvico. Assim, com a prática, o paciente aprende a coordenar essa musculatura para que relaxe no exato momento em que ocorre a contração da bexiga, melhorando o seu esvaziamento. Aprenda um passo a passo aqui.

É possível prevenir a retenção urinária?

Sim. Como mencionado anteriormente, é fundamental que os homens mantenham sua rotina de exames no urologista. E outro grupo que vale se atentar são as pessoas com diabetes – eles devem manter um rígido controle da glicemia, pois níveis glicêmicos persistentemente elevados podem levar a danos nas terminações nervosas que controlam a bexiga, problema capaz de gerar quadros irreversíveis de retenção urinária. Além disso, pacientes com doenças neurológicas (como mielomeningocele, Parkinson ou quem sofreu AVC ou lesão medular) são outros exemplos mais predispostos a apresentar retenção urinária e merecem atenção.

Por fim, mais um cuidado, válido para todos, é: sentiu vontade de fazer xixi, não adie a ida ao banheiro. Retardar a micção pode levar à hiperdistensão da bexiga e, consequentemente, danificar as terminações nervosas responsáveis pela contração e esvaziamento do órgão.

Fonte: Daniel Moser (CRM/SP: 115.794 | 39171), coordenador da Área de Hiperplasia Benigna da Próstata da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU).

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

mulher se consultando com um médico
Bem-estar Saúde

Preparação para a bariátrica vai além dos exames e envolve mudanças de vida

Antes de entrar no centro cirúrgico, o candidato à cirurgia bariátrica percorre um caminho de preparação que promete mais do que a perda de peso: uma

tempo em frente às telas
Alimentação Bem-estar Equilíbrio Saúde

Maior tempo em frente às telas está associado à piora da dieta de adolescentes

Pesquisa brasileira avaliou dados de 1,2 mil adolescentes e constatou que a maioria gasta mais de 2 horas de tempo em frente as telas

corredor abaixado segurando a perna aparentemente com dor
Bem-estar Movimento Saúde

Será que eu estou com canelite? Médico destaca principais sinais

A condição é uma das principais preocupações entre os corredores. Ortopedista explica como identificar os sintomas característicos da canelite