Quem tem diabetes pode fazer plástica? Profissional explica

Beleza Bem-estar
03 de Junho, 2022
Quem tem diabetes pode fazer plástica? Profissional explica

Optar por fazer uma cirurgia plástica não é simples, já que elas têm um pré e pós-operatório bem delicados. Com isso, levantamos uma dúvida para este tipo de procedimento mais delicado: afinal, quem tem diabetes pode fazer plástica?

Leia também: Existe idade mínima para fazer uma cirurgia plástica?

Primeiro, é importante lembrar que a diabetes pede uma série de cuidados que vão além da alimentação e do uso de medicamentos, já que pessoas que têm esta doença são do grupo de risco.

Contudo, segundo o médico Pedro Lozano, de São Paulo, é possível, sim, que elas se submetam a este tipo de cirurgia.

Leia também: Diabetes: O que é, tipos, sintomas, tratamento e mais

Quem tem diabetes pode fazer plástica

A plástica pode ser feita por pessoas com diabetes. Contudo, Lozano afirma que isso só é possível se os níveis de glicose estiverem controlados para que não tenha nenhum risco.

Além disso, também é importante falar com o endocrinologista que faz o acompanhamento da doença com o paciente. Isso porque ele precisa avaliar se é possível ou não fazer a cirurgia.

Leia também: Afinal, quais são os melhores alimentos para quem tem diabetes?

“A diabetes não é uma contraindicação. Porém, logo na primeira consulta com o médico, é preciso explicar o tipo e, se possível, levar os exames mais recentes. Isso ajudará a saber se a doença está sob controle”, explica.

Leia também: As melhores frutas para quem tem diabetes

Pré e pós-operatório

Como acontece em toda cirurgia plástica, os exames e a avaliação de um cardiologista também são necessários.

“A operação só pode acontecer se o paciente estiver com os níveis de glicose estáveis por pelo menos seis meses, com a liberação dos médicos endocrinologista e cardiologista”, alerta ele.

Leia também: Saiba tudo sobre a cirurgia para corrigir a orelha de abano

Já para depois da cirurgia, o médico afirma que os pacientes precisam ter o dobro de cuidado e atenção.

“Sugiro a todos os pacientes com diabetes que tirem um tempo bom para se recuperarem. Isso porque, por causa da diabetes, é possível que a cicatrização demore um pouco mais.”

Com isso, a pessoa precisará seguir à risca as ordens dadas pelo profissional após a cirurgia, mantendo alinhadas as decisões determinadas pelo cirurgião plástico e endocrinologista.

“Seguindo todos os passos antes e depois da cirurgia e tendo o acompanhamento necessário, não há o que temer em relação ao procedimento”, finaliza Lozano.

Fonte: Pedro Lozano, cirurgião plástico, professor de Habilidades Cirúrgicas da UNICID e diretor e responsável técnico da Clínica Vix – Medicina & Saúde.

Sobre o autor

Ana Paula Ferreira
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em beleza e bem-estar.

Leia também:

lesões no beach tennis
Bem-estar Movimento

Lesões no beach tennis: joelho e ombro são as mais comuns. Veja como evitar

Assim como em outras atividades, também há risco de lesões no Beach Tennis. Portanto, veja dicas de como evitar lesões como epicondilite lateral.

fasting mimicking
Alimentação Bem-estar

Diet Fasting Mimicking: o que é o método que imita jejum?

A metodologia restringe calorias por um período de tempo determinado

óleo de coco
Alimentação Bem-estar

Óleo de coco: benefícios e possíveis usos

Multiuso e cheio de benefícios, o óleo de coco é um dos destaque do momento para quem procura uma vida mais saudável. Saiba mais