Pterígio no olho: o que é, principais sintomas e tratamento

Saúde
25 de Abril, 2022
Pterígio no olho: o que é, principais sintomas e tratamento

O crescimento repentino de uma lesão em forma de triângulo no olho pode assustar à primeira vista. Mas, é um problema de saúde bastante conhecido entre os médicos oftalmologistas: o pterígio no olho.

Por ser uma lesão fibrovascular, essa condição possui uma coloração avermelhada, e em casos em que a doença está mais desenvolvida, é capaz até mesmo de trocar a cor da pupila. Por esse motivo, o pterígio é também conhecido popularmente como “carne no olho”, por conta de seu aspecto fibroso.

Sintomas

Os sintomas podem variar de acordo com o estágio da doença, sendo desde o surgimento brando da lesão até casos em que é preciso uma cirurgia. Assim, os pacientes podem apresentar:

  • olhos avermelhados
  • aspecto de carne na região do olho
  • pele em direção à pupila
  • irritação 
  • além disso, ardência
  • sensação de corpo estranho na região ocular
  • fotofobia (sensibilidade à luz)
  • visão turva (devido ao astigmatismo induzido pelo pterígio)
  • por fim, comprometimento do eixo visual

Causas de pterígio no olho

Entre os possíveis motivos por trás do pterígio no olho, é possível citar o desenvolvimento típico dele em pacientes que vivem em regiões de clima quente, podendo representar uma resposta ao ressecamento e à exposição crônica aos raios ultravioletas do Sol.

Além disso, também é bastante comum que pessoas que possuem uma exposição direta dos olhos ao vento, à poeira e à poluição também apresentem sintomas relacionados à “carne no olho”.

Já a faixa etária que normalmente é mais acometida pela condição é a de homens entre os 20 e 40 anos de idade.

Leia também: Dormir com lentes de contato: quais os riscos?

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico de pterígio no olho é realizado por meio de uma consulta com um médico oftalmologista, que irá indicar um exame de biomicroscopia para entender o que pode ter causado o problema.

No que diz respeito ao tratamento, em casos iniciais com sintomas leves, pode-se optar apenas por acompanhamento oftalmológico e a utilização de colírios lubrificantes prescritos pelo médico oftalmologista. Ou seja, não sendo necessária uma cirurgia. 

Mas, nos casos mais graves, o tratamento cirúrgico pode ser indicado. Ele costuma ser optado, principalmente, por motivo estético. Mas também é indicado devido à progressão da lesão sobre o eixo visual, que acaba gerando astigmatismo e redução da acuidade visual. 

Por fim, algumas dicas podem ajudar pacientes a se prevenirem do pterígio no olho, como por exemplo, evitar exposição ao Sol, lufadas de vento, poeira e poluição. Sugere-se também a utilização de óculos escuros que possuam uma proteção à radiação ultravioleta e sejam certificados. 

Fonte: Dr. Leonardo Pinheiro Nicioli, oftalmologista do Hospital CEMA. CRM – 116.852

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Ozempic e anticoncepcional
Saúde

Ozempic pode cortar o efeito do anticoncepcional? Médica explica

Nas redes sociais, não faltam relatos sobre o efeito do Ozempic no aumento da fertilidade

Chá de erva baleeira
Alimentação Bem-estar Saúde

Chá de erva baleeira emagrece? Veja benefícios e como fazer

A erva é eficaz em tratamentos de reumatismo, gota, dores musculares e até úlceras; saiba mais

mulher sentada na mesa da cozinha com remédios para gripe na sua frente
Saúde

Queda na temperatura exige cuidados com a saúde. Confira

Neste fim de semana, o frio vai estar presente em diversas capitais. Queda na temperatura pede alguns cuidados com a saúde respiratória