Psicologia das cores: Saiba mais sobre o método

Bem-estar Equilíbrio
18 de Fevereiro, 2020
Psicologia das cores: Saiba mais sobre o método

Normalmente, as pessoas se sentem mais ansiosas em um ambiente amarelo ou relaxados com a cor azul. Coincidência? Artistas e designers de interiores há muito tempo acreditam que a cor pode afetar muito o humor, sentimentos e emoções. Assim, para entender esse fenômeno, existe uma linha de estudo chamada de psicologia das cores.

A psicologia das cores é o estudo que mostra a forma como nosso cérebro identifica e transforma as cores em sensações. Portanto, a cor é uma poderosa ferramenta de comunicação e pode ser usada para sinalizar ações, influenciar tanto o humor quanto reações fisiológicas. 

Os primeiros estudos tiveram início em 1966, quando o cientista Isaac Newton descobriu que a luz branca, ao passar por um prisma, separava-se em diversas cores. Descobriu também que a mistura e suas combinações pode resultar em outras cores. Por exemplo, o laranja é uma combinação do vermelho com o amarelo.

Embora precise de mais pesquisas na área, a psicologia das cores é um fator muito importante nas áreas de marketing, arte, design e outras. Isso porque cada detalhe é pensado para que cause impacto no consumidor/cliente de uma determinada forma que o estimule a adquirir o produto ou serviço.

Os efeitos psicológicos das cores

Você deve estar se perguntando que efeitos as cores podem ter sobre nossos corpos e mentes. As cores laranja, amarelo e vermelho são conhecidas como cores quentes. Essas cores provocam emoções que variam entre sentimentos de calor e conforto, a sentimentos de raiva e hostilidade. 

Leia também: Cromoterapia: Os benefícios da terapia das cores

Já as cores como azul, roxo e verde são conhecidas como as cores frias. Normalmente são descritas como calmas, mas também podem lembrar sentimentos de tristeza ou indiferença.

Psicologia das cores como terapia

A cromoterapia – terapia que utiliza o poder das cores para harmonizar o organismo – era praticada por diversas culturas antigas, como egípcios e chineses. Dessa forma, ainda hoje é usada como tratamento holístico ou alternativo. 

No tratamento:

  • O vermelho é usado para estimular o corpo e mente para aumentar a circulação;
  • O amarelo estimula os nervos e purifica o corpo;
  • O laranja é usado para curar os pulmões e aumentar os níveis de energia;
  • Acredita-se que o azul previne doenças e reduz a dor.

Sobre o autor

Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.

Leia também:

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond

personal ajudando aluno a fazer o exercício crucifixo inclinado na academia
Bem-estar Movimento

Crucifixo inclinado: como fazer corretamente para evitar dores

A posição do banco no crucifixo inclinado faz com que o exercício enfatize bem os músculos do peitoral. Confira o passo a passo

criança nadando na piscina
Bem-estar Movimento

Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Prática deve ser contínua mesmo no frio, pois aumenta imunidade e o gasto calórico. Veja os benefícios da natação no inverno para as crianças!