Como amenizar a privação de sono após o parto

24 de novembro, 2021

A privação de sono é um dos distúrbios comuns que surgem logo após o nascimento de um bebê. A adaptação dos papais com uma rotina completamente nova e, muitas vezes, exaustiva, é um dos motivos para não conseguir dormir. Mesmo com uma rede de apoio fortalecida, a privação de sono no puerpério é uma realidade e afeta a rotina da mulher e da família. No entanto, a mãe é mais sobrecarregada, pois precisa amamentar e se adequar ao sono do bebê, que é irregular nos primeiros meses de vida. 

Fracionar o sono pode ser uma boa saída nessa fase, mas no longo prazo prejudica o bem-estar da mulher e pode causar depressão, ansiedade e outros distúrbios que afetam a saúde mental. Os primeiros sinais da privação de sono são o cansaço, fadiga crônica e alterações emocionais que são perceptíveis com as variações de humor. Além disso, a atenção e a memória são afetados, pois não há energia suficiente para o funcionamento pleno do corpo.

Leia mais: Chás que ajudam a dormir: As melhores opções

Como driblar a privação de sono pós-parto? 

A resposta para essa pergunta dependerá da colaboração da família. Infelizmente, nem todas as mulheres podem contar com uma rede de apoio quando se tornam mães, mas a ajuda de familiares e profissionais faz toda a diferença. Por exemplo, ter um companheiro que assuma as tarefas do lar e divida os cuidados do bebê com você pode aliviar a sobrecarga. 

Se você é da família de uma mulher que acabou de se tornar mãe, ofereça ajuda, seja ela qual for. Trocar uma fralda, ninar o bebê ou dar um simples passeio podem ser tarefas simples, mas são valiosas para a mamãe que está renunciando temporariamente seus hábitos.

Uma situação bem comum é ter tempo para dormir, mas não conseguir ter sono por causa do estresse e da ansiedade. Se for o caso, dedique esse tempo para fazer uma atividade relaxante que lhe dê prazer. Essa retomada de hábitos próprios é importante para a autoestima e para recarregar as energias.

Dicas para acabar com a privação de sono

Cuide da sua alimentação

Parece um conselho batido, mas não é. A alimentação é um pilar importantíssimo da saúde. Evite pular refeições e aposte em alimentos nutritivos para lhe dar mais disposição. Excesso de alimentos pesados e estimulantes como o café também não é recomendado. Aposte em chás e bebidas com propriedades relaxantes para ajudar a controlar o estresse e a dormir melhor.

Crie uma rotina gradual para o bebê

Na medida em que o bebê cresce e cria autonomia, é importante estabelecer hábitos que constroem uma rotina. Ter horário para o banho, mamadas e lazer vão melhorar a qualidade de vida da mãe e de toda a família.

Procure ajuda especializada

Além de todas as mudanças no dia a dia, não é raro se sentir culpada por não dar conta de tudo. Por isso, é importante reconhecer que não está bem e buscar apoio psicológico para enfrentar esse momento com mais leveza. Recorra, ainda, a terapias alternativas e práticas de autoconhecimento, como meditação e mindfulness, pois elas ajudam a fortalecer a saúde mental.

Leia mais: Meditação: O que é, para que serve e como fazer a prática

Fonte: Dra. Patrícia Terrivel – Pediatra e neonatologista, membro do departamento de aleitamento materno da Sociedade de Pediatria de São Paulo.

Sobre o autor

Redação
Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.