Parar de tomar anticoncepcional: conheça os efeitos colaterais

18 de março, 2022

Se você pretende parar de tomar anticoncepcional, antes de mais nada, é fundamental entender que podem surgir diversas mudanças no seu corpo e mente. 

Com o tempo as pessoas passaram a questionar os malefícios que a pílula pode trazer para o organismo. Assim, muitas mulheres estão evitando o anticoncepcional e optando por métodos contraceptivos livres de hormônios, como o DIU de cobre, por exemplo. 

O método contraceptivo mais utilizado pelas brasileiras é a pílula, segundo levantamento feito pelo Instituto Ipsos com a farmacêutica Organon. Para 58% das mulheres, essa é a primeira opção, seguida do preservativo, ou a camisinha, adotada por 43%. 

Para que serve o anticoncepcional?

O significado da palavra concepção é o efeito de gerar um ser vivo. “De maneira geral, o anticoncepcional tem como objetivo impedir a gravidez através da anovulação. Ou seja, ele bloqueia a produção hormonal e liberação do óvulo, gameta feminina, para que ocorra a fecundação por um espermatozóide”, explica a Dra. Ana Livia Pascom, ginecologista especializada em uroginecologia, anticoncepção, menopausa e ginecologia endócrina.

Apesar de ser mais utilizada para evitar a gravidez, a medicação também ajuda a tratar problemas como sangramentos irregulares, TPM, endometriose e síndrome dos ovários policísticos. 

Leia também: Qual o melhor anticoncepcional para mim?

Posso parar de tomar o anticoncepcional quando quiser?

A interrupção do uso do anticoncepcional pode ser feita a qualquer momento, mas o ideal é esperar acabar a cartela, para haver melhor controle do ciclo.

Segundo a Dra. Ana Livia, também é importante ressaltar que ao parar a pílula, há desbloqueio hormonal. Consequentemente, ocorre a ovulação e risco de gravidez não planejada, além de sangramentos menstruais fora do período ideal. 

O que acontece com o corpo ao parar de tomar anticoncepcional

A médica ginecologista explica que a suspensão dos anticoncepcionais pode trazer vários efeitos colaterais. Desse modo, veja abaixo os mais comuns:

  • Retorno dos ciclos menstruais;
  • Mastalgia (dor mamária);
  • Aumento do volume das mamas e da região pélvica;
  • Secreção vaginal variável de acordo com a fase do ciclo;
  • Aumento do volume menstrual e cólicas. 

Pode-se notar também a piora dos sintomas da TPM (Tensão Pré Menstrual) relacionados ao humor como a irritabilidade, labilidade emocional, cefaléia e ainda aumento do apetite com tendência ao consumo de doces. 

Acne

Sem dúvidas, uma das dúvidas mais comuns sobre parar o anticoncepcional é o efeito na pele, principalmente com o aumento da acne. “O bloqueio hormonal produzido pelos anticoncepcionais combinados impede a variação do ciclo menstrual natural. Esta variação é a causa do aumento de oleosidade da pele e consequente acne em algumas mulheres”, explica Dra. Ana Livia.

De acordo com a ginecologista, ao suspender os anticoncepcionais muitas mulheres experimentam uma piora da acne. Porém, deixando claro que não é em todos os casos e, muitas vezes, apenas temporariamente. 

Quanto tempo demora para poder engravidar?

Ao suspender o uso do anticoncepcional as mulheres já estão suscetíveis a ovulação e gestação no ciclo seguinte. “No entanto, de maneira geral, observamos o retorno dos ciclos regulares e gravidez em até 3 a 4 ciclos sem o uso da medicação”, finaliza a especialista. 

Fonte: Dra. Ana Livia Pascom, ginecologista especializada em uroginecologia, anticoncepção, menopausa e ginecologia endócrina; membro da Doctoralia.


Sobre o autor

Julia Moraes
Julia Moraes
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em fitness, saúde mental e emocional.