Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

Bem-estar Movimento
06 de Junho, 2024
Crianças podem (e devem) fazer natação no inverno!

A natação é considerada um dos esportes mais completos por trabalhar diferentes partes do corpo humano. A atividade é recomendada por pediatras e normalmente muito querida pelas crianças — algumas, inclusive, iniciam a modalidade bem cedo, quando bebês.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os pequenos de 5 a 17 anos precisam realizar no mínimo 60 minutos (1 hora) de exercícios físicos por dia — com intensidades de moderada a vigorosa, priorizando as atividades cardiorrespiratórias. Nesse sentido, a natação pode ser uma ótima opção!

Os benefícios da prática são múltiplos. Por exemplo: aumento da imunidade, diminuição de crises alérgicas, melhora nas funções cardiorrespiratórias, controle de peso, maior gasto calórico e combate ao estresse e à ansiedade.

Leia também: Natação: conheça os benefícios e o gasto calórico da prática

Mas e no inverno: criança pode fazer natação?

Na estação mais fria do ano, se engana quem pensa que os pequenos devem dar uma pausa na atividade. É de extrema importância que a natação seja mantida no inverno, período de maior incidência de doenças respiratórias. E isso é válido especialmente para quem tem doenças crônicas, como a asma. Isso porque a modalidade trabalha o aparelho respiratório e promove a reeducação desta área, o que ajuda (e muito!) nos momentos de crises.

De acordo com a gerente nacional de Acqua e Kids da Bodytech, Paula Toyansk, com a chegada do inverno, muitos pais interrompem os exercícios físicos de seus filhos. Principalmente os aquáticos, já que nesta época do ano diversas doenças respiratórias ganham disseminação fácil e rápida.

“Como as pessoas passam mais tempo durante o dia em lugares fechados, o ar frio e seco acentua o ressecamento das mucosas nasais. O que pode levar à inflamações e acelerar a disseminação de vírus, fungos e bactérias por vias respiratórias”, afirma Toyansk.

A profissional da Bodytech também ressalta que no parque aquático, o vapor de água eliminado pelas piscinas umidifica e aquece o ambiente, o que evita lesões na mucosa do trato respiratório e, consequentemente, diminui o risco de infecções virais.

“Como a natação exige muito da condição cardiorrespiratória do bebê e da criança, a modalidade trabalha melhor a musculatura respiratória, diminuindo a incidência de doenças e fortalecendo o sistema imunológico. Sugerimos que eles não fiquem o dia todo em lugares fechados, que mantenham uma alimentação saudável, com muita hidratação e sono adequado. Tais fatores são importantes para que a imunidade esteja em alta. Com tantos benefícios, o frio não pode ser desculpa para os pais tirarem seus filhos da natação. O importante é aproveitar! Assim, nossos pequenos nadadores fortalecerão seu sistema imunológico e continuarão seu aprendizado na modalidade”, explica Toyansk.

Fonte: Paula Toyansk, gerente nacional de Acqua e Kids da Bodytech

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Por quanto tempo devo tomar ômega
Alimentação Bem-estar

Por quanto tempo devo tomar Ômega 3?

Muitas pessoas se perguntam: Por quanto tempo devo tomar ômega 3? Veja recomendações importantes sobre o consumo prolongado

Por quanto tempo devo tomar vitamina C
Alimentação Bem-estar Saúde

Por quanto tempo devo tomar vitamina C?

Aliada a imunidade e a beleza, a vitamina C está ligada a uma série de benefícios para a saúde. Veja recomendações sobre o consumo prolongado

ator Cauã Reymond segurando um garfo e uma faca e usando um babador
Alimentação Bem-estar

Cauã Reymond mostra jantar saudável com sopa, frango e legumes

Ator compartilhou em suas redes socais o que comeu na noite de Dia dos Namorados (12/06). Confira o jantar de Cauã Reymond