Maquiagem falsificada: como identificar e quais os riscos de seu uso

18 de abril, 2022

Pode até ser tentador encontrar uma réplica do seu produto preferido na prateleira de uma loja com um preço muito mais acessível do que a versão original. Mas será que comprar maquiagem falsificada vale a pena?

De acordo com a dermatologista Morgana Boeno Volpato, do Rio Grande do Sul, a resposta é não.

“Os produtos falsificados não passam por controle de qualidade como os originais. Portanto, não podemos identificar se existe algum componente tóxico, alergênico ou que seja nocivo à saúde da pele”, ela explica.

Leia também: É seguro usar produtos de maquiagem vencidos na pandemia?

Riscos do uso da maquiagem falsificada

Antes de aplicar qualquer cosmético na pele, é importante checar se ele foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a ANVISA.

Isso porque, antes de serem liberados para uso, os produtos passam por um processo de inspeções que vão desde a entrada dos diversos insumos químicos até a saída do item finalizado, com rígido controle de qualidade em todas as etapas.

Leia também: Cosméticos vencidos e os perigos para a pele

Sendo assim, Morgana afirma que uma maquiagem que não foi aprovada pela agência pode ser nociva para a saúde por poder causar contaminações por bactérias, além de possuir elementos tóxicos como chumbo, arsênio, cádmio e outros metais pesados.

“Os riscos para a pele são as reações alérgicas causando coceira, irritação, vermelhidão, inchaço e descamação. Contudo, em casos de toxicidade a longo prazo, o produto falsificado pode levar a problemas neurológicos, cardiovasculares e até câncer”, alerta a profissional.

Para identificar possíveis alergias aos produtos, a dermatologista sugere fazer um teste simples antes de usá-lo:

Leia também: Maquiagem com FPS pode substituir o filtro solar? Profissional responde

“Aplique a maquiagem numa pequena porção do antebraço próximo ao pulso e deixe por algumas horas. Depois, lave o local com água e sabão. Repita o procedimento no dia seguinte”, orienta.

Após este processo, você deve observar se a região da pele em que o produto foi aplicado apresentou alguma coceira, vermelhidão ou pequenas bolhas. Caso algum desses sintomas apareça, não utilize a maquiagem.

Como saber se a maquiagem é falsificada

Morgana explica que é possível identificar maquiagens falsificadas se atentando a alguns detalhes. São eles:

  • Embalagem;
  • Rótulo;
  • Pigmentação;
  • Consistência;
  • Cheiro;
  • Selo de qualidade.

“Se possível, compre em revendas autorizadas pela marca, seja em lojas físicas ou virtuais. Além disso, também desconfie de valores muito baratos e distantes da faixa de preço da marca”, ela orienta.  

Fonte: Morgana Boeno Volpato, médica dermatologista, do Rio Grande do Sul.

Sobre o autor

Ana Paula Ferreira
Jornalista e repórter da Vitat. Especialista em beleza e bem-estar.