Infestação de piolhos é prejudicial ao couro cabeludo?

Beleza Bem-estar
26 de Outubro, 2022
Infestação de piolhos é prejudicial ao couro cabeludo?

Especialmente na infância, é comum que as famílias convivam com, ao menos, um episódio de infestação de piolhos. Mas será que esses insetos causam danos graves ao couro cabeludo? Só de ler a cabeça já coçou? Então, veja o que conversamos sobre o assunto com Lidi Bastos, tricologista. 

Afinal, a infestação de piolhos é prejudicial?

“As picadas dos piolhos tendem a causar uma coceira intensa e uma irritação no couro cabeludo, resultando em feridas no local. Com o tempo, pode ocorrer eczema e uma infecção secundária da pele por coçá-la constantemente. Esses fatores podem prejudicar o couro cabeludo, deixando marcas visíveis pelas picadas”, alerta a especialista. 

Bastos explica que há um mito de que o piolho ataca pessoas que não têm higiene adequada, entretanto, isso é mentira, já que os parasitas preferem os cabelos limpos. Então, a proliferação do inseto é mais comum em ambiente escolar, em crianças entre 3 e 12 anos. As meninas são as mais afetadas, pois geralmente possuem cabelos longos e com mais volume, mas a infestação de piolhos pode acontecer em homens e mulheres de qualquer idade

Vinagre ajuda a matar os piolhos?

Usar o vinagre nos cabelos para acabar com o piolho é uma receita de vovó, daquelas que passa de geração em geração. No entanto, Bastos avisa que, na verdade, a maioria das técnicas caseiras são ineficazes e podem causar riscos à saúde de quem a recebe. 

Atualmente, há remédios específicos para isso, que com somente uma aplicação já é possível eliminar a presença de piolhos, e cientificamente comprovados e regulados”, recomenda. 

Leia também: Coceira no couro cabeludo: o que é e como tratar

Como tratar o problema corretamente?

A tricologista conta que o tratamento deve ser feito com a aplicação de inseticida piretroides (controlador de pragas) no couro cabeludo. Então, após a aplicação, deve ficar na cabeça entre 10 e 15 minutos para agir com eficácia. Recomenda-se usar uma touca própria para cabelos durante o período. 

Dessa forma, após o tempo indicado é importante passar o pente fino da raiz até o fim do cabelo. A tricologista explica que isso deve ser feito, pois a medicação para piolhos não elimina as lêndeas (ovo do piolho), assim, elas precisam ser retiradas manualmente. Então, depois de algumas horas se deve passar o pente novamente para retirar os piolhos e as lêndeas que possam ter ficado na cabeça.

“Outro ponto importante é verificar, após 7 dias, se ainda há a infestação no local. Caso tenha, todo o procedimento de tratamento deve ser repetido novamente após 7 dias . Caso ainda tenha a presença de piolho e de lêndea, recomenda-se procurar um médico”, alerta Bastos. 

Por fim, a tricologista reafirma que em casos onde o couro cabeludo está gravemente danificado ou ferido, é ideal procurar um especialista para que, assim, haja o tratamento próprio para a situação. 

Fonte: Lidi Bastos, tricologista e especialista em clínica capilar homeopata.

 

Sobre o autor

Gabriela Ferreira
Jornalista e Repórter da Vitat.

Leia também:

foto de um prato colorido com legumes, salada e grãos
Alimentação Bem-estar Receitas

Encontrar receitas vegetarianas é difícil para você? Veja 20 opções!

Aqui na Vitat, você consegue encontrar inúmeras opções de receitas vegetarianas para variar o seu cardápio. Separamos algumas, confira!

5 benefícios da banana
Alimentação Bem-estar

5 benefícios da banana para os atletas

Liberação gradual de energia e recuperação muscular são alguns dos benefícios. Veja outros!