Hormônio “desliga” a fome e combate a obesidade, diz estudo

Alimentação Bem-estar
04 de Dezembro, 2020
Hormônio “desliga” a fome e combate a obesidade, diz estudo

Existe um hormônio sob as lentes dos cientistas e pesquisadores que poderia ter a capacidade de “desligar” a fome e, por isso, ajudar no combate a obesidade. O hormônio em questão é o lipocalina-2. O LCN2, como também é chamado, está associado à imunidade inata – imunidade que nasce com o indivíduo, sem necessidade de introdução de substâncias ou estruturas exteriores ao organismo. Não só, é considerado um biomarcador para lesões renais.

Qual a relação do hormônio com a fome?

Lipocalina-2 inibe o consumo excessivo de comida, pois promove o aumento da sensação de saciedade. Dessa forma, ajuda no controle da fome. Ela é naturalmente sintetizada pelo corpo humano e por demais mamíferos, como os ratos. Por isso, um estudo realizado na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, demonstrou que a LCN2, a longo prazo, controla o apetite, previne o ganho de peso e não provoca a desaceleração do metabolismo.

Portanto, o hormônio manda o sinal de saciedade para o cérebro, mais especificamente para o hipotálamo, sendo assim, “desliga” a fome.

Leia também: Como controlar os hormônios da fome

Foi detectado maior nível de LCN2 no sangue de pessoas com peso normal após uma refeição, o que indica que elas ficam saciadas mais facilmente e de forma mais rápida. Por outro lado, a presença desse hormônio é menor na corrente sanguínea de pessoas acima do peso ideal ou obesas. Essas pessoas também possuem maiores marcadores de doenças metabólicas, ou seja, em geral possuem um maior IMC, maior índice de gordura corporal, hipertensão (pressão arterial elevada) e apresentam nível elevado de glicemia (excesso de açúcar no sangue).

Sendo assim, o sobrepeso e a obesidade podem impactar negativamente a saúde de diversas formas, inclusive enfraquecendo o sistema imunológico. Ou seja, tornando o corpo mais suscetível à doenças de fundo inflamatório.

Leia mais: Como o nível de açúcar no sangue afeta a fome

Sobre o autor

Nathália Lopes
Estagiária de Jornalismo

Leia também:

dieta do óleo de coco
Alimentação Bem-estar

Dieta do óleo de coco: o que é, riscos e cardápio

Na prática, os benefícios da dieta do óleo de coco estão em sua ação no organismo. Saiba mais

mulher correndo na esteira da academia. Ela usa um véu na cabeça
Bem-estar Movimento

Qual cardio queima mais calorias? Especialista responde

Corrida, bike, natação… Você já se perguntou qual tipo de cardio queima mais calorias? Profissional de educação física responde