Hábitos de autocuidado para uma vida mais saudável e feliz

Bem-estar Equilíbrio
27 de Março, 2023
Hábitos de autocuidado para uma vida mais saudável e feliz

Desde o início da pandemia, os termos “autocuidado”, “bem-estar” e “saúde mental” ganharam destaque na busca do Google. O isolamento social, associado a incertezas e receios sobre o futuro fortaleceram a necessidade das pessoas se cuidarem mais. Contudo, muito se fala, mas pouco se faz: quais hábitos de autocuidado realmente ilustram o significado da prática?

Veja também: Como cuidar melhor da nossa saúde mental

Autocuidado não é só skincare

Se você usa as redes sociais com certa frequência, já deve ter visto muitos conteúdos sobre autocuidado relacionado a cuidados com a pele. Embora também seja uma forma de se tratar com mais carinho, resumir o ato a um único hábito limita as possibilidades.

“O autocuidado de verdade é saber abrir espaço para si próprio. Ou seja, que você pode ser uma prioridade e estar dentro dos seus planos. Sempre fazemos planos para a casa, para o trabalho, família, mas e os planos para nós mesmos?”, reflete Juliana Goes, jornalista, criadora de conteúdo e especialista em bem-estar.

Para Juliana, o ato de se cuidar não necessariamente depende de recursos, como ir a um SPA, se maquiar ou fazer uma máscara facial. “Para mim, reservar uns minutos para fazer uma respiração, mexer o corpo com sua atividade favorita, se dedicar a uma leitura são maneiras de abrir um espaço para si na agenda”, conta.

Hábitos de autocuidado: como se colocar em primeiro lugar?

Na avaliação de Juliana Goes, as pessoas — principalmente as mulheres — têm resistência para se priorizar. “Nós, mulheres, não fomos ensinadas a dar importância para nosso bem-estar. O instinto de cuidar, de se doar, de fazer os outros felizes sufoca a necessidade de que também precisamos ser cuidadas”, diz.

No entanto, de acordo com a criadora de conteúdo, é possível virar a chave ao entender que ter um tempo para si não é egoísmo. “Na verdade, eu acho que é uma atitude de protagonismo, porque quando estamos bem, felizes e abastecidas de nós mesmas, conseguimos dar o nosso melhor”, pontua.

Por isso, logo ao acordar, Juliana já coloca seus hábitos de autocuidado antes de qualquer outra tarefa. “Me alongo, faço pranayamas (técnicas de respiração que fazem parte do yoga), medito. Não me deixo para depois, e isso é fundamental para a minha rotina fluir”, relata.

Como se cuidar mais pode lhe deixar mais saudável

A resposta pode até ser meio óbvia, mas boa parte não enxerga que o autocuidado é um trampolim para a vida saudável. “Quando nos doamos demais, acabamos adoecendo, porque não sobra nada para nós. Então, fazer pequenas coisas pelo bem-estar alimenta nosso prazer e satisfação. Uma vida sem ambos não traz saúde, pois nos desconectamos de nossa essência”, alerta Juliana.

Mas uma simples pergunta pode viabilizar a mudança, mesmo que a curtos passos. “O que eu posso fazer para me incluir na rotina? Esse questionamento abrirá portas para avaliar, dentro de suas possibilidades, o que lhe deixará mais abastecido de si”, ensina.

Leia mais: Dicas da Juliana Goes para ter uma boa noite de sono

terapia-online-zenklub
Cuide da sua saúde mental com o Zenklub Plataforma conecta o usuário a profissionais da área e oferece uma série de conteúdos exclusivos. Veja as vantagens!

Como colocar os hábitos de autocuidado na sua lista

Se você tem uma rotina atolada de demandas, o planejamento é essencial para os escapes. Assim, observe todas as possíveis brechas para encaixar suas atividades favoritas — aquelas que irão lhe fazer esquecer um pouco da correria e esvaziar a mente.

Ao mapear todas as lacunas, estabeleça esses horários como compromissos inegociáveis. Por exemplo, ir para a academia, fazer uma caminhada, ficar em silêncio, tomar sol por 15 minutos. São inúmeras as opções, e pouco importa o tempo disponível para elas. Nesse sentido, vale mais  se conectar com o momento presente e aproveitar o momento livre para se curtir.

Estar com sua própria companhia, longe de tudo e de todos, lhe permite se conhecer melhor e estimula a necessidade de outras oportunidades do tipo. Alguns exemplos que você pode tentar:

  • Colocar uma música relaxante e respirar profundamente até o final dela.
  • Ler aquele livro que você comprou, mas que está empoeirado na estante. Pode ser sobre qualquer assunto, desde que lhe entretenha.
  • Tomar um banho longo, usando seu sabonete preferido, com músicas que lhe agradam.
  • Ouvir um podcast que vá lhe ensinar algo novo — o da Juliana Góes, por exemplo, tem dicas preciosas sobre saúde mental, autoconhecimento e autocuidado.
  • Dedicar uma parte do almoço para caminhar, seja na rua ou no parque.
  • Comer seu docinho ou comida favorita sem culpa.
  • Reencontrar amigos queridos para jogar conversa fora.

Rede de apoio: um pilar importante para o autocuidado

Embora pareça fácil separar um tempo para si, muita gente simplesmente não consegue fazer o básico por falta de apoio da família. Para quem tem filhos e precisa se desdobrar para dar conta de tudo, pode ser ainda mais desafiador.

Portanto, converse com as pessoas de seu convívio familiar sobre o assunto, e que precisa de ajuda para ter um pouco de privacidade e bem-estar.

Se os filhos já têm idade para entender, explique que agora é hora de você relaxar e se recarregar. Com a colaboração de todos, os hábitos de autocuidado não ficam somente na imaginação e podem melhorar a sua vida. Por fim, lembre-se: não precisamos de muito para renovar os ânimos!

Fonte: Juliana Goes, jornalista e criadora de conteúdo.

Referência: Portal da Juliana Goes.

 

Sobre o autor

Amanda Preto
Jornalista especializada em saúde, bem-estar, movimento e professora de yoga há 10 anos.

Leia também:

chá verde
Alimentação Bem-estar

Chá verde emagrece? Conheça os benefícios e como fazer

O chá verde é uma bebida produzida a partir da folha da Camellia sinensis, que é rica em compostos fenólicos, que atuam como antioxidantes

chá para dor de garganta
Alimentação Bem-estar Saúde

7 chás para dor de garganta (e como preparar)

Quando o assunto é garganta inflamada, uma prática comum é a preparação de bebidas quentes.

mulher tomando um comprimido na sala de casa
Bem-estar Sono

Dramin dá sono? Especialista explica riscos da automedicação

Um dos efeitos mais conhecidos do medicamento, especialista esclarece a ideia e fala por que ele não deve ser usado para tratar a insônia