Ginástica localizada funciona? Prática pode ajudar a emagrecer

Bem-estar Movimento
02 de Março, 2023
Ginástica localizada funciona? Prática pode ajudar a emagrecer

A ginástica localizada, sucesso nos anos 1980 e 1990, continua firme e forte nas academias. Hoje, com tantas opções de aulas, muita gente pode pular essa alternativa. No entanto, a ginástica localizada funciona (e muito!) quando o assunto é gasto calórico e tonificação muscular.

Por exemplo, uma aula de 45 minutos da modalidade pode queimar até 500 calorias. Portanto, é uma excelente atividade para acelerar o metabolismo e ainda sair da rotina. Quer ver?

Veja também: Afinal, subir escadas pode lesionar os joelhos?

Por que a ginástica localizada funciona?

A primeira vantagem da prática é que ela trabalha grupos musculares específicos, consistindo em realizar diferentes movimentos repetitivos, como flexionar algum membro ou saltar.

De acordo com Mônica Marques, diretora técnica da Cia Athletica, o intuito da ginástica localizada é melhorar o condicionamento físico de forma geral, assim como aumentar a flexibilidade, a força e a resistência muscular. “Esse tipo de exercício traz muitos benefícios ao corpo, incluindo a definição e a tonificação muscular, além do gasto calórico elevado”, explica.

A modalidade pode envolver o uso de algum aparelho para potencializar os resultados ou facilitar a execução dos exercícios, como uma plataforma abdominal. Além disso, a aula incluir os acessórios clássicos: equipamentos como halteres, barras, caneleiras, bastões, faixas elásticas e colchonetes.

O treino ainda pode ser feito sem o auxílio de equipamentos. Essa escolha vai depender do objetivo de quem pratica e do plano de treino do professor na ocasião.

Pulmões mais fortes

Além da alta queima calórica, os exercícios localizados para perna, abdômen, costas e braços melhoram o sistema cardiorrespiratório. “Isso porque o coração e os pulmões precisam trabalhar mais para bombear sangue e levar oxigênio para os músculos, para que consigam realizar os movimentos. Como resultado, ocorre o fortalecimento desses órgãos, o que os deixa menos suscetíveis a doenças respiratórias e cardíacas”, afirma Mônica.

A ginástica localizada traz ainda outros benefícios para a qualidade de vida, como a melhora da concentração e da coordenação motora, não só na execução dos exercícios, como também em outras atividades do cotidiano.

Cuidados com prática

Apesar dos benefícios, é importante ter o aval médico para fazer a atividade, e sempre avisar o professor sobre possíveis limitações. Dessa forma, o profissional consegue adaptar o movimento mantendo sua segurança.

Outra dica é sempre escolher uma carga para realizar o exercício de maneira correta, priorizando amplitude e execução. Mesmo que o início seja com pesos leves, o que mais importa é forma como se faz o movimento, que influencia no surgimento de lesões.

 

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.

Leia também:

Remada baixa
Bem-estar Movimento

Remada baixa: para que serve e como fazer?

Comum em treinamento de força, o exercício fortalece os músculos das costas, como o dorso e trapézio

elevação pélvica
Bem-estar Movimento

Elevação pélvica: como fazer, benefícios e substituições

A elevação de quadril, também chamada de hip thrust ou elevação pélvica, é o ótima para trabalhar glúteos e pernas

chá de canela
Alimentação Bem-estar

Chá de canela: para que serve, benefícios e como preparar

A bebida é uma ótima opção para esquentar o corpo — muitos afirmam, ainda, que ela emagrece. Saiba tudo sobre o chá de canela