Gergelim emagrece ou engorda? Especialista responde

28 de julho, 2022

Pequena, mas poderosa. A semente de gergelim é bem comum aqui no Brasil, mas vem de uma planta originária do Oriente, de nome científico Sesamum indicum. Por isso, também pode ser encontrada pelo nome sésamo. Mas será que você já se perguntou se o gergelim emagrece ou engorda?

Benefícios do gergelim

As sementes de gergelim são boas fontes de vários nutrientes essenciais para o sistema imunológico. “Rico em proteínas, ácidos graxos insaturados, cálcio, magnésio, vitamina E e fibras, o gergelim tem grande destaque na maioria das dietas”, explica a nutricionista Monik Cabral.

Existem vários tipos de gergelim: sementes brancas, pretas, amarelas, marrons, vermelhas… A especialista afirma que todas elas contribuem para:

  • Reduzir o colesterol;
  • Controlar pressão arterial;
  • Combater prisão de ventre;
  • Favorecer a perda de peso;
  • Promover a cicatrização de feridas;
  • Melhorar os sintomas da menopausa;
  • Ajudar a controlar o diabetes.

Leia também: Opções de café da manhã: dá para incluir pão com ovo e café com leite?

Gergelim emagrece ou engorda?

Se você está buscando emagrecer, pode ser interessante consumir o alimento com moderação. Isso porque a nutricionista afirma que uma porção de 100g de gergelim concentra aproximadamente 573 calorias! Ou seja, exagerar nas doses pode aumentar a sua ingestão calórica diária.

Mas é sempre bom lembrar: nenhum alimento, sozinho, é capaz de nos fazer emagrecer ou engordar. Isso porque o que conta mesmo é a alimentação como um todo: se ela for equilibrada e saudável, é perfeitamente vantajoso incluir a semente!

Leia também: Como secar o corpo e emagrecer de vez

Descubra se seu peso está saudável Em minutos, você saberá se seu peso atual é saudável, com a ajuda grátis da Vitat.

Como comer?

Monik explica que é possível ingerir o gergelim em sua forma natural (semente), já que ela não altera muito o sabor dos alimentos. Assim, pode ser acrescentada em sopas, iogurtes e saladas. “Uma a duas colheres de sopa por dia já é uma quantidade suficiente para garantir os benefícios”, diz.

Fonte: Monik Cabral, nutricionista formada pela UGF (Universidade Gama Filho) e fisioterapeuta formada pela Universidade Estácio de Sá.

Sobre o autor

Redação
Todos os textos assinados pela nossa equipe editorial, nutricional e educadores físicos.